domingo, 4 de outubro de 2009

Vettel vence em Suzuka

vettel

A corida em Suzuka é uma das mais emocionantes da temporada na opinião dos pilotos. As curvas de alta velocidade exigem habilidade e um bom acerto do carro.

Especialmente a 130R, que é a curva que exerce a maior força G sobre o carro: quatro vezes mais do que a força da gravidade no repouso. Por essas características, este é, juntamente com Spa, o traçado mais difícil e técnico do mundial, com poucas freadas fortes e somente uma chicane final.

Nas arquibancadas, os fãs vão ao delírio e ficam no circuito até tarde da noite. São realmente apaixonados pelo esporte, cuja síntese pode ser repesentada naquele que é um dos grandes templos do automobilismo mundial. Ali, diante dos olhos, os japoneses podem acompanhar, o passado, o presente e o futuro.

Sim, afinal, a pista que definiu o campeão da Fórmula-1 em 10 oportunidades, e que este ano voltou a receber o Grande Prêmio do Japão, se modernizou e não apresentou mudanças no desenho original do inglês John Hugenholtz.

A soma desses fatores, no entanto, não resultou em muitas disputas ou ultrapassagens em pista. Tão pouco num espetáculo emocionante ou divertido. Foi um tédio, para dizer a verdade. A corrida deste ano, pelo jeito, será lembrada mais pela confusão na formação do grid do que por qualquer outra coisa.

A corrida

A largada teve algumas mudanças de posições. Hamilton pulou para segundo, enquanto Kimi Raikkonen caiu para quinto. Barrichello se manteve em sexto, e Button perdeu uma posição, terminando a primeira volta em 11º.

Responsável pelo acidente que bagunçou o grid nos treinos de ontem, Sébastien Buemi ficou parado no grid e caiu para último lugar. Mesmo largando dos boxes, Mark Webber voltou cinco vezes aos pits e deu adeus às chances de brigar pelos pontos.

Na frente, seu companheiro de equipe, o alemão Sebastian Vettel abria vantagem sobre Hamilton, enquanto Button logo conseguiu retomar sua posição original de largada ao ultrapassar Robert Kubica.

Depois, quando a corrida se desdobrava de uma maneira tranquila, Sutil, que já havia perdido duas posições para Rosberg e Kovalainen, iniciou uma perseguição ao finlandês da McLaren.

Na tentativa de ultrapassar o adversário, Sutil foi tocado por Kovalainen na roda traseira e rodou. Os dois seguiram na prova, mas perderam várias posições. Entre os beneficiados estava Jenson Button, que ascendeu ao oitavo lugar.

Em seguida, os pilotos deram início à série de paradas nos boxes de uma maneira bastante tranquila, com poucas mudanças nas posições em pista.

Nesse momento, Barrichello passou a perder rendimento e acabou se distanciando de Raikkonen, que estava em quinto e cerca de um segundo mais rápido por volta. Graças a esse desempenho, o finlandês conseguiu ganhar o quarto lugar de Heidfeld após a segunda rodada de pit-stops.

Outro piloto que ganhou uma posição nos pits foi Trulli, que conseguiu ultrapassar Hamilton e ficar em segundo lugar. No meio do pelotão, Kovalainen fez uma das poucas ultrapassagens em pista da corrida, quando, na saída dos boxes, superou o apático Fisichella.

Brigando pelo título, Barrichello saiu dos boxes apenas uma posição à frente de Button, em sétimo. Assim, o inglês conseguiu cumprir sua proposta inicial, de marcar seu companheiro de equipe sem dar espaço para uma reação.

Quando a corrida parecia decidida, porém, Alguersuari provocou a entrada do safety-car na pista, depois de bater na 130R. Nesse momento, Vettel viu a vantagem que havia construído ao longo da corrida desaparecer.

Nesse momento, Nico Rosberg, que ainda precisava fazer seu segundo pit-stop, aproveitou a bandeira amarela para entrar nos boxes e voltar em quinto, sem perder nenhuma posição.

A corrida foi retomada faltando quatro voltas para o final, sem nenhuma mudança. Vettel apoveitou a presença de Romain Grosjean, que estava entre ele e Trulli, para abrir a vantagem necessária para cruzar em primeiro.

O italiano da Toyota chegou em segundo e comemorou o segundo pódio consecutivo da Toyota.

Final

1°. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 67 voltas em 1h28min20s443
2°. Jarno Trulli (ITA/Toyota), a 4s877
3°. Lewis Hamilton (ING/McLaren), a 6s472
4°. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 7s940
5°. Nico Rosberg (ALE/Williams), a 8s793
6°. Nick Heidfeld (ALE/BMW), a 9s509
7°. Rubens Barrichello (BRA/Brawn), a 10s641
8°. Jenson Button (ING/Brawn), a 11s474
9°. Robert Kubica (POL/BMW), a 11s777
10°. Fernando Alonso (ESP/Renault), a 13s065
11°. Heikki Kovalainen (FIN/McLaren), a 13s735
12°. Giancarlo Fisichella (ITA/Ferrari), a 14s596
13°. Adrian Sutil (ALE/Force India), a 14s959
14°. Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India), a 15s734
15°. Kazuki Nakajima (JAP/Williams), a 17s973
16°. Romain Grosjean (FRA/Renault), a 1 volta
17°. Mark Webber (AUS/Red Bull), a 2 voltas

Não completaram:

Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso), 43 voltas/batida
Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso), 10 voltas/abandono

12 comentários:

Fábio Andrade disse...

Palavras de fã não devem ser levadas em conta, mas Suzuka é bom até quando é ruim. Só de ver os carros cruzando o traçado em forma de 8, o curvão e o complexo de S's no início da volta, as subidas, as descidas, a 130R... eu gosto demais!

Vale a pena ficar até a madrugada aceso.

GP Oficina Mecânica disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cezar Fittipaldi disse...

OI Felipão....

Não teve "truque do chapéu" não. A volta mais rápida foi do canguru papudo, Webber.

abraço

Willian disse...

Eu esperava muito mais dessa corrida. Na minha opinião, o GP do Japão deixou a desejar.
Mas foi uma grande vitória de Vettel. Será que ele pode repetir Raikkonen em 2007? As semelhanças são muitas!

GP Oficina Mecânica disse...

Ótima descrição... infelizmente não deu pra assistir, mas depois desse post parece que assisti a corrida...

Carlos Eduardo Szépkúthy

Marcelonso disse...

Felipão,

Essa corrida foi muito burocrática,ninguem queria arriscar nada,é triste assistir um prova dessas nesse circuito maravilhoso.

Webber acabou mesmo fazendo a volta rápida no apagar das luzes,também depois de trezentas e trinta e duas paradas nos pits,e levando uma lavada de Vettel,tinha que fazer alguma coisa.


abaço

Ridson de Araújo disse...

Pois é Felipão...a volta mais rápida foi do retardatário Webber. Foi uma corrida chata e aborrecida...e mais chata ainda pq Button é um tremendo do sortudo...p&*@ra que cara sortudo...

João's F1 disse...

A corrida ficou devendo mesmo, mas o traçado é espetacular.

Outra coisa

Você vai no Gp Brasil, se for fala o setor.

Abração

Felipão disse...

uahuahahuha

foi o sono pessoal...

ja fiz a correção, valeu!!!

Blog Formula Truck™ disse...

Hola!

Te Invito Ami Blog Dedicado Ala Categoria Mas Popular Del Brasil La FORMULA TRUCK Espero Que Nos Visites! Y Leas Nuestras Noticias Y Muchas Cosas Mas.
Si Queres Que Tu Web Aparesca En Mis Webs Amigas Avisame ;) Puedes Dejar Comentarios Siempre!

Un Saludo =]

Bruno

Jessica Corais disse...

É Felipão, que corrida chata em... nossa, foi duro de assitir ainda mais sendo de madrugada.

O circuito é muito legal, mas faltou um pouco mais de força de vondade dos pilotos.

Agora é aguardar pra ver se no Brasil a coisa melhora...

Abraços, Jessica Corais

Felipe Maciel disse...

Verdade, a definição do grid nos bastidores foi mais emocionante que a corrida. A gente coloca tanta expectativa que acaba se decepcionando.

Mas o que importa é que Suzuka tá de volta. Falta a FIA não deixar brecha nas regras e formular um regulamento melhor pra proporcionar ultrapassagens. Esse ano de 2009 também foi uma grande decepção.

E o Button deu sorte na briguinha entre Sutil e Kovalainen. Mas vale dizer que aquele x no Kubica foi de se tirar o chapéu. Sinal de que ainda se lembra de como se arrisca...