domingo, 30 de agosto de 2009

Raikkonen vence primeira da Ferrari na temporada

Fisichella, segundo colocado, conquistou os primeiros pontos da equipe na F1

Depois de viver dois momentos de enorme tensão, Rubens Barrichello conseguiu diminuir a diferença de pontos para seu companheiro de equipe e líder do campeonato, o inglês Jenson Button, para 16 pontos.

Os problemas começaram na largada, quando o brasileiro ficou parado por alguns segundos no grid e caiu da quarta para a última posição.

No entanto, Barrichello acordou do pesadelo ainda na primeira volta, depois de ver Button abandonar pela primeira vez na temporada, tocado por Grosjean.

Na confusão, Hamilton, Alguersuari e o próprio francês foram obrigados a abandonar a disputa, forçando a entrada do safety car.

Com a relargada, Raikkonen, que havia pulado da sexta para a segunda posição no início da corrida, ultrapassou Fisichella e assumiu a ponta na base do KERS.

Na parte de trás, Barrichello acelerou forte para realizar uma grande corrida de recuperação, ganhando posições e contando com os azares de alguns concorrentes.

Webber, por exemplo, quase colidiu com Heidfeld, que saía do pit ao mesmo tempo, e foi punido com um "drive through". Alonso, em razão de uma colisão no início da prova, e Trulli se complicaram durante as paradas e também abandonaram.

Faltando três voltas para o final da corrida, o motor de Barrichello começou a "fumar". O brasileiro, que brigava com Kovalainen pela sexta posição, tirou o pé e conseguiu manter o sétimo lugar.

Correspondendo às expectativas, Kimi Raikkonen acabou vencendo o Grande Prêmio da Bélgica, seguido pelo azarão Fisichella, que manteve um bom ritmo e se manteve próximo do finlandês.

Em uma corrida discreta, Vettel concluiu a prova na terceira posição e voltou a crescer na disputa pelo título do campeonato.

14 comentários:

F-1 A.L.C. disse...

felizmente para barrichello, a fumaçeira não teve grandes consequências. acho que não ia sobrepasar a kovalaien, que estava mantendo o ritmo, e não perdeu posição alguma

Jessica Corais disse...

Aquele final do Rubinho foi muito complicado realmente.

O mais legal foi a Force India chegando em segundo, muito merecidamente.

Parabéns pelo blog e pelo post, adorei!!!

Abraços, Jessica Corais

Joel Marcos Cesetti disse...

Qundo o Raikkonen ganha é meio sem graça hein!

oliver disse...

Agora é saber se falta coragem ou vontade pra FIA desmontar TODA aquela Force India.

Felipe Maciel disse...

Quase a fase é ruim, completar uma volta de corrida se torna difícil.
êêêê JotaBê...

Willian disse...

Mais uma do Kimi em Spa. Não é para menos que a equipe colocou a placa de "Kimi: o rei" depois da vitória!

GP Oficina Mecânica disse...

Pois é... Fissichela no pódio... cada vez mais surpresas nessa temporada...

vamos ver o que ainda vem por ai...

Carlos Eduardo Szépkúthy

Ridson de Araújo disse...

Pois é Felipão..minha leitura para a sorte de Barrichello vem da máxima: há males na vida que vem para o bem. Sou um daqueles que acha que ele não conseguiria coisa melhor se tivesse largado bem e depois mudado toda a estratégia...


Compartilho aqui com todos minhas opiniões sobre a corrida de ontem...abraços

http://historiasevelocidade.blogspot.com/2009/08/gp-da-belgica-raikkonen-de-volta-e-as.html

Ron Groo disse...

Ver o Kimi ganhar foi legal, afinal Spa não é pra qualquer um mesmo.

Mas bonito foi ver a festa da Force India, um segundo lugar fruto de um trabalho sério e bem feito.

Luís Augusto disse...

Não vi a corrida, mas fiquei perplexo com o desempenho do Fisichella!

Daniel Médici disse...

Uma corrida de verdade para uma pista de verdade... (não sei se fui eu que disse isso antes ou copiei de algum comentário)!

Muito legal ver Raikkonen de novo em forma, uma Force India surpreendente e algumas circunvoluções na tabela do campeonato.

Daniel Médici disse...

(A propósito, li com grande entusiasmo os comentários que você deixou em meu blog, e só me resta agradecer suas palavras,além de ressaltar que também admiro muito seu trabalho.)

Marcos Antônio Filho disse...

Kimi e Spa é um caso de amor, que nem Kimi e vodka finlandesa!rs

Bruno Santos disse...

o marcão matou a charada.
Se o Fisichella estava empolgada e dando o máximo, Raikkonen também viu a chance única de vencer e soube aproveitar.
O KERS tem mostrado seu valor nessa metade de campeonato, parece um bom aliado, principalmente se pensarmos no ano que vem, quando tudo será decidido praticamente na pista.