segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Curiosidades pós Spa-Francorchamps

* Com o resultado em Spa-Francorchamps, o finlandês Kimi Raikkonen interrompeu um jejum pessoal de vitórias que se iniciou no Grande Prêmio da Espanha de 2008 e durou cerca de um ano e meio.

* Agora, o finlandês soma quatro vitórias em Spa e já é o terceiro maior vencedor do Grande Prêmio da Bélgica, empatado com Jim Clark.

* De quebra, Raikkonen ajudou a escuderia italiana a encerrar uma sequência de 11 corridas sem vitórias na Fórmula-1.

* Lembrando que este não foi o maior período sem vitórias da equipe. Entre o GP do Canadá de 1995 e o GP da Espanha de 1996 -para ficar em um exemplo recente- , a Ferrari ficou 18 corridas distante do lugar mais alto do pódio.

* Graças ao desempenho de Fisichella, a Force-India registrou suas primeiras voltas na liderança e ainda conquistou seus primeiros pontos, o primeiro pódio e o melhor resultado de sua história na Fórmula-1.

* Todas as escuderias já marcaram pontos na atual temporada, coisa que não acontecia desde 2005. Em 2007, o feito se repetiu. Porém, a McLaren acabou desclassificada do Campeonato de Construtores, em razão do escândalo de espionagem.

* Nas últimas provas, a Fórmula-1 registrou a vitória de seis pilotos diferentes: Button, Vettel, Webber, Hamilton, Barrichello e Raikkonen.

* Em uma corrida bastante equilibrada, Fisichella e Raikkonen chegaram a cravar exatamente o mesmo tempo na 24ª volta: 1min48s479.

* O inglês Jenson Button, da Brawn, deixou de pontuar pela primeira vez no Campeonato, quebrando uma sequência de 11 corridas entre os oito primeiros.

* Em compensação, a Brawn marcou pontos em todas as corridas que disputou na Fórmula-1. Até o momento, esta é a 39ª melhor marca da história e a maior de um time estreante.

* Rubens Barrichello assinalou a maior velocidade da corrida, atingindo os 316 Km/h.

* Pilotando o mesmo carro do vencedor, Luca Badoer chegou, pela segunda vez consecutiva, em último dentre aqueles que completaram a prova. Com o péssimo desempenho no GP da Bélgica, o italiano atingiu a marca de 51 Grandes Prêmios sem pontuar

* Mesmo sem equipe para o próximo ano, Nick Heidfeld chegou ao final de uma corrida pela 40ª vez consecutiva.

* Também sem futuro definido, o finlandês Heikki Kovalainen, da McLaren, chegou à marca dos 100 pontos conquistados na categoria.

* Por fim, Sebastian Vettel registrou a volta mais rápida da corrida, a segunda na carreira.

8 comentários:

Ron Groo disse...

Poxa, são detalhes que a gente nunca presta atenção... Alguem tinha que marcar pra gente.
Valeu!

Marcelonso disse...

Felipão,


Muito interessante as informações,quanto ao Badoer,esse pode correr 500 vezes que nunca chegará aos pontos.


abraço

Daniel Gomes disse...

Felipão, com 51 provas sem pontuar, tenho certeza que Luca Bad de Doer está achando uma "boa idéia" pendurar o casco de vez...

Daniel Médici disse...

Pois é, a Ferrari não tava lá nas melhores fases, só que nem chegou perto das suas grandes crises.

Posso estar errado, mas o maior hiato deles que me vem à memória foi entre as vitórias do GP da Espanha de 1990 e o da Alemanha de 1994.

Luís Augusto disse...

Foi a ressurreição de dois pilotos que não vinham fazendo muito. Será que o Kimi sai mesmo para dar lugar ao Alonso?

Marcos Antônio Filho disse...

grande badoer, ou melhor, how bad you are!rsrsrs

Bruno Santos disse...

Barrichello cravou a maior velocidade e a ultrapassagem mais bonita do final de semana.
Badoer e Heidfeld seguirão por muito tempo na liderança dos seus respectivos rankings.
Abraço.

Felipão disse...

Valeu galera...

Daniel, vc tem razão...

Inclusive, aí vai uma lista dos maiores períodos sem vitória da Ferrar na F1:

Espanha 1990 - Alemanha 1994 = 59
Alemanha 1985 - Japão 1987 = 38
França 1968 - Áustria 1970 = 26
Alemanha 1972 - Espanha 1974 = 23
EUA Leste - Mônaco = 20
Itália 1966 - Itália 1968 = 19
Bélgica 1984 - Canadá 1985 = 18
Canadá 1995 - Espanha 1996 =18
Itália 1961 - Alemanha 1963 = 16
Holanda 1971 - Alemanha 1972 = 15
Alemanha 1956 - França 1958 = 15