domingo, 19 de julho de 2009

Bem lembrado

No tópico anterior, o Joel e o Tohmé lembraram do Gavião, um modelo que foi utilizado pela Polícia Rodoviária nos anos sessenta. Apresentado durante o V Salão do Automóvel, em 1966, o carro era equipado com três metralhadoras na grade dianteira e já vinha blindado.

No total, foram 76 unidades produzidas do Uirapuru -- incluindo o protótipo da polícia e três conversíveis, o que o torna um modelo raro e exclusivo. Na foto acima, o Brasinca de R$ 1,00, cuja história foi contada pelo Luís Algusto Malta no Antigomóveis.

Infelizmente, tem gente que não se importa com a história, conforme se pode observar nas duas fotos abaixo (cuidado, imagens fortes):

Este, foi fotografado na região de Interlagos. Crédito: Carros Órfaos.

Deste, pouco se sabe. Crédito: Carros Órfãos.


De cortar o coração...

8 comentários:

F-1 A.L.C. disse...

que coisa Triste, quando é que vamos a começar proteger o nosso patrimonio cultural automotivo? é uma parte importantíssima do que é o Brasil moderno

Marcos Antônio Filho disse...

realmente é triste, se eu tivesse grande eu ia lá buscar pra ver se tinha salvação...

Teca disse...

Puxa, cena mais triste... para o mundo dos automóveis antigos e para a natureza...

Felipão, legal essa parceria com outros blogs e pessoas. você é show!!!

Beijos.

Tohmé disse...

O próprio....

Caramba, as imagens são realmente fortes.

Aonde anda o Brasinca de corrida que há pouco tempo era oferecido a venda nos sites especializados?

Recebeu meu email?

Felipão disse...

Putz, Tohmé... Acho que não!!!

Luís Augusto disse...

Belas fotos, Felipão, especialmente dos abandonados. Acho que eu encarava a restauração de um deles...

Alysson Prado "Balo" disse...

Triste fim para um carrão heróico!

Bela lembrança Felipão , e obrigado por adicionar o Link do Meca.

Abraço!

Joel Marcos Cesetti disse...

Valeu Felipão!Nem lembrava das metralhadoras, pois vi o Gavião na Via Anchieta.
Quanto aos abandonados dói o coração,pois poderiam ser restaurados.


abs