domingo, 28 de setembro de 2008

Só acaba quando termina

Sábias palavras, que definem o acontecido em Cingapura.

Infelizmente, o belíssimo resultado obtido ontem por Felipe Massa, não se traduziu em vitória.

Em um primeiro momento, por erro da equipe, arrancou a mangueira de combustível.

Depois, chegou a tocar no muro, ficando em 13º.

Porém, o show ficou por conta de Fernando Alonso.

O asturiano, graças a uma pilotagem perfeita, saiu da 15ª colocação para a vitória, sendo ajudado pela entrada do safety-car e uma série de punições aos concorrentes.

Vitória número 800 da história da Fórmula 1.

10 comentários:

Bruno disse...

Não esqueçamos que por trás de um bom piloto tem que haver uma boa equipe. E o mais fundamental na equipe em circuitos como esse é a estratégia e se eu tivesse que escolher um hoje para ser homenageado seria o Pat Symonds. Ele foi quem realmente ganhou essa corrida relembrando a época da Toleman/Beneton e levando o rapaz de Oviedo ao topo do pódio hoje.
Uma brilhante jogada de estratégia que pela segunda vez nesse campeonato leva a Renault a vitória.

Marcos Antônio Filho disse...

Que estratégia da Renault,Nelsinho bateu no momento exato pro Alonso!Nem Ross Brawn em seus aúreso tempos faria melhor...

Ah se o Rosberg não tivesse sido punido...Bateu na trave dessa vez!

Fábio Andrade disse...

Parabéns ao Alonso pela sorte e pela vitória. Fiquei feliz em vê-lo de novo no alto do pódio. Uma pena que a gente sabe que isso ainda não será uma rotina.


Sem palavras para a cagada da Ferrari. Na verdade até tenho palavras, elas são muitas. Foi uma pena ver a equipe (de novo) ferrando a vida de um dos pilotos.

oliver disse...

Pois é.

As vezes, raramente é verdade, também é assim na vida.


Quanto ao Alonso,

conhecendo o Briatore, como se conhece, se a FIA fizer uma inspeção RIGOROSA naquela Renault será que .....

Deixa prá lá.

Felipão disse...

Bruno: Muito bem lembrado, Bruno. Digamos que tenha sido uma vitória de todo um conjunto e o trabalho de Pat deve ser sempre reverenciado.

Marcão: Marcão, juro que fiquei vibrando a perna por todo o tempo, ansioso, esperando que a vitória ficasse com o Nico. Pena... não foi dessa vez.

Fabião: Acho que cobras e lagartos das histórias em quadrinhos definem as palavras que todos pensaram. Também achei esplendorosa a vitória, mas, infelizmente, o desempenho da Ferrari vem estragando o que Massa vem conquistando.

oliver: será qe aquele pessoal da Benetton está voltando das cinzas, com softwares e... é melhor deixar pra lá mesmo, ainda mais se tratando do velho Flávio... hahahahah

Paulo Maeda™ disse...

Realmente, a F1 tá virando uma caixinha de surpresas. Grande vitória do Alonso, ele tava merecendo pelo grande esforço q tah fazendo pra levar o mediano carro da Renault pra frente.
Qto à Ferrari..... bom, pelo menos nas últimas paradas jah voltaram a usar o bom e velho "pirulito". Quantas burradas em tão pouco tempo ... A reunião de amanhã lah em Maranello vai ser dakelas...

Felipão disse...

Paulo: Foi mesmo, retomaram o pirulito tradicional emergencialmente...

Não sei vc, Paulo, mas acredito que tenha sido a corrida mais Indy fora da Indy que já vi. Foram dois safety cars,várias bandeiras amarelas, o cara que largou em décimo quinto vencendo...

Luís Augusto disse...

Queimei a língua com o cometário de ontem!

Bruno disse...

Me fez lembrar um pouco de Dallas 1984. Nao me chamem de velho :-]

Por muito pouco o Rosberg faria o que seu pai fez naquele circuito de Dallas que [tirando asfalto espedacando] tem algumas semelhancas ao circuito em Cingapura, no meio do verao Texano temperatura beirando os 40 Keke Rosberg ganharia ali sua unica corrida da temporada tendo largado no meio do pelotao (numa Williams tambem)

Tudo bem que so uns 7, 8 carros terminaram aquela corrida. Ah, e Piquet pai rodou na pista e tambem nao terminou.

Desculpem, perdi a linha de raciocinio mas... bons tempos...

Felipão disse...

Luís: Não só vc.

Confesso que desacreditei do asturiano.

Bruno: Com certeza. Bela lembrança.Inclusive, o Mansell tentou chegar ao final de qualquer maneira, empurrando seu belo Lotus preto e dourado sem gasolina...