domingo, 18 de abril de 2010

Button vence e McLaren confirma favoritismo com 1-2

Combinando as longas retas e o duto de ar que permite maior velocidade nessa ocasião, a McLaren chegou à China com status de favorita para dominar o final de semana. Os treinos classificatórios de ontem, porém, foram frustrantes ao consiguirem apenas a terceira fila.

mclaren

Em mais uma corrida emocionante, e novamente em condições chuvosas, as ultrapassagens foram inúmeras. Adotando uma tática diferente nas primeiras voltas, ao continuar com pneus para pista seca, Jenson Button, Nico Rosberg e Robert Kubica dispararam na frente. O britânico da McLaren ainda contou com um erro do alemão para ir a ponta e não largá-la mais.

Enquanto o atual campeão do mundo garantiu sua segunda vitória em quatro provas e assumir a liderança do campeonato de pilotos, Lewis Hamilton fez uma corrida arrojada e deu show em várias ocasiões e foi abrindo espaço até chegar na segunda colocação. Nico Rosberg completou o pódio.

Resultado final:

1°. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes), 1h46min42s163 ( 56 voltas )
2°. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes), a 1s530 ( 56 )
3°. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 9s484 ( 56 )
4°. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 11s869 ( 56 )
5°. Robert Kubica (POL/Renault), a 22s213 ( 56 )
6°. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault), a 33s310 ( 56 )
7°. Vitaly Petrov (RUS/Renault), a 47s600 ( 56 )
8°. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault), a 52s172 ( 56 )
9°. Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 57s796 ( 56 )
10°. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 1min01s749 ( 56 )
11°. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes), a 1min02s874 ( 56 )
12°. Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth), a 1min03s665 ( 56 )
13°. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari), a 1min11s416 ( 56 )
14°. Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Cosworth), a 1 volta ( 55 )
15°. Nico Hulkenberg (ALE/Williams-Cosworth), a 1 volta ( 55 )
16°. Bruno Senna (BRA/Hispania-Cosworth), a 2 voltas ( 54 )
17°. Karun Chandhok (IND/Hispania-Cosworth), a 4 voltas ( 52 )

Não completaram:
18°. Jarno Trulli (ITA/Lotus-Cosworth), 26 voltas
19°. Lucas Di Grassi (BRA/Virgin-Coswortg), 8
20°. Pedro de la Rosa (ESP/Sauber-Ferrari), 7
21°. Sebastian Buemi (SUI/Toro Rosso-Ferrari), 0
22°. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari), 0
23°. Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India-Mercedes), 0
24°. Timo Glock (ALE/Virgin-Cosworth), não alinhou

A corrida em detalhes

Logo na largada, um lance polêmico. Fernando Alonso queimou a largada e pulou de terceiro para primeiro colocado. O espanhol foi punido com uma passagens pelos boxes, mas a punição seria diluída pelas entradas do carro de segurança e as inúmeras paradas nos boxes.

largada Alonso queima a largada e assume a ponta

A chuva começou ainda na volta de apresentação, mas teve seu auge algumas voltas depois quando, Vitantonio Liuzzi rodou e foi abalroado por Kamui Kobayashi e Sebastien Buemi.

O carro de segurança entrou na pista e a maioria dos pilotos pararam para colocar os pneus intermediários. As exceções foram de Nico Rosberg, Jenson Button, Robert Kubica, Vitaly Petrov e outros carros do fim do grid, como Heikki Kovalainen.

A chuva veio numa intensidade bem fraca e logo passou. Os carros destes pilotos foram favorecidos e disparam na frente, enquanto os outros se recuperavam da troca precipitada e voltavam para os pneus de pista seca.

semparada Rosberg, Button e Kubica: boa estratégia e precisão na pista

O ritmo era frenético nas trocas de posições, ainda mais com Ferrari, Red Bull e a McLaren de Lewis Hamilton no meio do pelotão. Este último, começava a mostrar o seu arsenal de manobras ao superar Sebastian Vettel; a briga na pista continuou na entrada e saída dos boxes, quando os dois protagonizaram uma manobra polêmica, que ainda será julgada pelos comissários.

Com o erro, Nico Rosberg e os primeiros colocados disparam na frente e abriram uma vantagem confortável para, entre eles, decidirem a vitória.

Porém, a chuva voltou bem forte ao circuito chinês e Nico Rosberg mais uma vez na carreira, cometeu um erro quando liderava ao sair da pista escorregadia e deixou caminho aberto para Jenson Button. Dessa vez, todos os pilotos vieram para trocar os pneus para o composto intermediário.

Felipe Massa foi surpreendido por Fernando Alonso e perdeu a posição na entrada dos boxes. Certamente um descuido que custou muito caro ao brasileiro, pois teve que esperar o espanhol fazer a troca para iniciar a sua,

paradas Guarda-chuva na arquibancada e safety car na pista

Toda a vantagem conseguida com a estratégia ousada na primeira aparição da chuva foi perdida pela entrada de um segundo carro de segurança, provavelmente para tirar pequenos pedaços do carro de Jaime Alguersuri que tocou em Bruno Senna. A medida foi estranha, mas a corrida ganhou ainda mais em emoção com todos os carros próximos novamente.

Um ponto curioso foi a brusca redução de velocidade que o líder, Jenson Button, provocou antes da relargada, quase pegando os mais distraídos. Hamilton, por exemplo, foi pela grama para evitar uma colisão.

Na relargada, porém, se recuperou e partiu para cima de Petrov, Kubica e Rosberg e assumiu a vice-liderança da prova. Fernando Alonso também subia, mas não consigou superar a Mercedes de Nico. AS disputavas continuavam no pelotão intermediário, principalmente com Petrov, que após rodar, se recuperou e mostrou um talento promissor.

Os carros ainda precisaram de uma nova parada para um novo jogo de pneus intermediários, mas Button trouxe com cuidado, apesar de uma escapada da pista, para vencer e liderar a dobradinha da McLaren na China.

button

A Fórmula 1 dará uma pausa de três semanas para voltar na Espanha, quando o espetáculo, provavelmente, não será tão emocionante como hoje. No campeonato, Jenson Button assume a liderança e o ex-líder, Felipe Massa, perde várias posições e cai para sexto.

Para visualizar as tabelas do campeonato de pilotos e construtores e as devidas pontuações, basta clicar aqui e ir até o guia da temporada 2010.

Um comentário:

De Gennaro Motors disse...

estou com VETTEL!!!!!