sexta-feira, 13 de novembro de 2009

O novo comandante da FIA

Todt 

Depois de longos anos como presidente da FIA, Max Mosley finalmente abriu espaço para outro assumir o cargo. A mudança era de extrema importância, pois a relação de Mosley com a Fórmula 1 já estava desgastada. O ápice do desgaste foi a orgia sadomasoquista nazista, realizada com prostitutas, no ano passado. Isso denegriu a imagem do esporte, que tinha como representante este senhor.

Com a desistência do inglês a reeleição, surgiram os cadidados Vatanen e Todt, sendo o último apoiado pelo até então presidente. Muitos diziam que no caso do francês se eleger, nada mudaria. O ex-chefe da Ferrari acabou vencendo as eleições, para a alegria de uns e tristeza de outros.

Dois pontos merecem ser discutidos acerca do madato de Jean Todt. O primeiro é positivo, pois estamos falando de alguém de dentro da Fórmula 1. A relação entre dirigentes, que era de certa forma conturbada, parece ganhar novos contornos. A presença de Ron Dennis em Abu Dahbi mostra que a categoria, pelo menos aparentemente, vive um clima harmônico com o novo presidente no camando.

O ponto preocupante em ter Todt na presidência da FIA é a grande proximidade e afinidade que ele tem com a Ferrari. Sua passagem por Maranello foi marcante, pois conquistou vários títulos à frente da escuderia italiana. Qualquer decisão que o francês vier a tomar contra sua ex-equipe será repensada. Dificilmente o lado profissional falará mais alto que o emocional numa possível punição.

É claro que a maioria torce para que seu trabalho seja realizado com total transparência e sem favorecimentos. Antes mesmo das eleições ele adotava justamente este discurso, basta sabermos se suas palavras serão mantidas.

Nos resta apenas aguardar, porque os frutos do bom trabalho são colhidos com o tempo. Que a imparcialidade seja a principal palavra no dicionário de Jean Todt.

12 comentários:

Bruno Santos disse...

Jean Todt pegará o cargo numa época conturbada, com saída das montadoras e um pacto que só dura até 2012. Depois disso, teremos outra rodada de jogo de interesse.

A volta de Ron Dennis, o Briatore entrando na justiça, só mostra que ele não será parcial com a Ferrari, mas irá querer se rodear de pessoas que o mantenham confortavelmente no poder.

Veremos como ele se comportará na primeira polêmica do mandato.

De Gennaro Motors disse...

e ai meus amigos

agora vcs se uniram ? tudo em um unico blog ?

Felipe Maciel disse...

Só discordo quanto ao sadomasoquismo denegrir a imagem do esporte. Penso que o esporte não tenha relação nenhuma com isso.
Denegriu a imagem do próprio Mosley, balançou as estruturas da FIA, mas só por um tempo. Depois voltou tudo ao normal.
Ainda bem, porque ninguém tem nada com isso. A não ser sua família, que nem sei que fim levou. Imagina o cara chegar para a esposa com um jornal na mão e lhe apresentar os certos fatos que anos de casado não revelaram, mas de repente o mundo todo descobriu... Coisas que só um jornaleco como NOTW pode fazer por você.

Quanto ao Todt, só esperando pra ver. Pior que o Mosley eu imagino (ao menos torço muito) que não consiga ser.

Leandro Montianele disse...

Felipe, concordo com você quando diz que o problema foi passageiro. Isso é a pura verdade, hoje pouco se comenta sobre o assunto.

Mas acredito que o escândalo envolvendo Mosley tenha arranhado a imagem do esporte momentaneamente, pois trata-se de uma pessoa que representa a todos daquele meio. A presença dela no ambiente da Fórmula 1 não era vista com bons olhos naquele período. Ele chegou a ficar longe de alguns GP's por causa disso. Volto a repetir, foram questões de momento.

Pior que o Mosley também acho difícil ser.

De Gennaro, é como se fosse uma fusão. Eu e o Bruno nos juntamos ao Felipão para mantermos o Blogsport a todo vapor.

Abração!

Felipe Maciel disse...

Ok, Leandro, entendo seu ponto de vista mas enxergo de outra forma. O Mosley pra mim não representa a F-1, isso cabe ao Bernie. Se ficou longe da F-1, ficou longe de todo o resto também, não convinha aparecer em público.

O Molsey está tão associado à F-1 quanto ao WRC, à FIA GT... ou a qualquer estrada ou carro do planeta. Por que que quando acontece algo assim só se diz que prejudicou à F-1?
Os tapinhas no bumbum do coroa prejudicaram tanto a F-1 quanto as condições das rodovias pelo mundo.

Em outras palavras, creio que seja uma relação virtual, apenas. Só existiu na cabeça de algumas pessoas, mas não fez diferença alguma. A verdadeira vítima acabou sendo o próprio Mosley.

Abs

Leandro Montianele disse...

Mas a Fórmula 1 é a categoria top do automobilismo, aquela mais visada por todos. Concordo que os tapinhas no bumbum do coroa prejudicaram todas a modalidades, carros e estradas do planeta. Só que a Fórmula 1 tem uma visibilidade muito maior e acaba sendo mais fácil de ser atingida. Alguém já viu o Mosley desfilando em todas as provas do WRC?

Veleu pela discussão, Felipe. O que seria do mundo se não tivessemos pontos de vista diferentes.

Abração!

Felipe Maciel disse...

Legal mesmo a discussão, Leandro!

Só vou esclarecer uma coisa que eu disse e não ficou claro: para mim aquele tapinhas não prejudicaram nenhuma modalidade nem estrada nem nada. O que quis dizer é que como as rodovias não saíram prejudicadas, a F-1 também não.

Acho que no fundo, bem no fundo a gente está falando a mesma coisa. Se houve algum prejuízo ficou na cabeça de alguns. Duvido que alguém deixasse de assistir corridas ou algum patrocinador tenha abandonado uma marca por conta disso. A alta visibilidade que você citou pode ter passado essa impressão para uns ou outros, mas uma mera impressão para quem está de fora não acarreta prejuízos para quem está dentro.

O importante mesmo é que agora o Mosley pode ficar mais à vontade com as sado-masô que a cadeira dele já tem outro dono...

Abração

Leandro Montianele disse...

É isso aí Felipe!
O problema que o escândalo gerou foi de momento. Muitos pediram sua saída com ameaças logo depois da brincadeirinha que ele fez. Depois ficou no esquecimento e tudo voltou ao normal.

Acaba que nosso visão de fora é muito superficial. Sabemos pouco do que acontece de verdade lá dentro.

Agora o Mosley tomará mais cuidado em fazer suas festinhas. Talvez ele faça no porão de casa, fica mais difícil de alguém pegar. Agora serão prostitutas vestidas (ou não) de indias...

Abração!!!

Marcelonso disse...

Leandro,


Esperamos que o frances trabalhe para o esporte sem atrapalhar.

abraço

F-1 A.L.C. disse...

bah! isso que é bom ver num blog! o tema em discussão! gostei.

na verdade, também acho que não devia de ser visto como uma afrenta específica à F1, mais a categoria representa o lado mais tradicional e ritualístico da competição, quem sabe por isso fica mais afetado.

duvido que com Todt as coisas mudem de algum modo. o continuismo va ser a marca do topo gigio

Ron Groo disse...

A foto ficou ambigua... quem é o novo manda chuva mesmo?
O Playboy rosso ou o narigudinho com cara de rato?

Eu espero sinceramente que mude muitas coisas, mas só vou acreditar quando estiver feito.

Felipão disse...

Pensei como o Iriarte ao ver a discussão do Leandro com o Felipão...

Muito maneiro...