quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Nas seis rodas

Até hoje, o projeto de seis rodas da Tyrrell desperta o interesse dos admiradores da Fórmula-1. Fruto de uma época em que os construtores abusavam da criatividade, o Project-34 pode ser considerado um dos projetos mais ousados da história da categoria.

No entanto, muitos não entenderam por que o projetista Derek Gardner optou em colocar quatro rodas na frente ao invés da traseira, onde havia muito mais necessidade de se reduzir o arrasto.

O ideal, segundo alguns aerodinamicistas, seria a utilização de duas rodas normais na dianteira e quatro motrizes na traseira.

Na época, os pequenos pneus de 10 polegadas se traduziam em um problema de difícil solução.

Enquanto os compostos convencionais eram constantemente aperfeiçoados, o mesmo não acontecia em relação aos pneus especiais da Tyrrell, que apresentavam pouca aderência e um desgaste elevado

Ainda sim, pilotado por Jody Scheckter, o modelo venceu o Grande Prêmio da Suécia de 1976. Por conta da falta de competitividade, porém, acabou sendo substituído, posteriormente, por um modelo, digamos, mais convencional.

Inclusive, em razão da entrada da Michelin na F1, a Goodyear passou a se empenhar no desenvolvimento de seus compostos tradicionais, temendo perder espaço no setor.

Na foto (tirada em julho de 1976, no Circuito de Paul Ricard), vale a pena ressaltar, além do belíssimo por-do-sol, a proximidade do público com os bólidos da categoria, uma coisa bastante rara hoje em dia.

13 comentários:

Speeder_76 disse...

Por esses dias, já devia estar a "chatear" a minha mãe para poder sair da barriga dela (nasci entre as corridas de Paul Ricard e Brands Hacht)


O Project 34 era sem dúvida, o símbolo de uma era onde não existiam limites em termos de imaginação. Foi por aí que mentes como Colin chapman prosperavam, com os projectos como o 72 ou o 79. E o Tyrrell P34 é outro exemplo de que, nos anos 70, o céu era o limite.

De Gennaro Motors disse...

eu nunca achei legal esse carro!

RobertoJP disse...

E os freios dianteiros superaqueciam depois de algumas voltas e perdiam consideravelmente a eficiência...

Mas pra mim, o P34 é, junto com a Brabham BT46 'Fan' e a Lotus MkIII, um dos ícones de uma F-1 que (infelizmente) nunca mais existirá

Abs.

Anônimo disse...

Mais "exóticos" foram os projetos March 2-4-0 (4 rodas traseiras - parece que só duas eram motoras), Ferrari 312T6 (4 rodas traseiras, num mesmo eixo) e a Williams FW07E 6w (6w = 6 wheels, sendo 4 rodas traseiras)... nenhum destes "vingou"...

Puro experimentalismo... e isso só pra ficar na questão das 6 rodas em um carro...

A propósito, o P34 saía muito de traseira...

abraço,
Renato

Luís Augusto disse...

O mais legal do P-34 era ver a pilotagem do Ronnie Peterson, que custou a dominar o monstrengo!

Marcelonso disse...

Felipão,

Como bem falou Luis Augusto,esse carro deu um baita trabalho para Peterson,foi uma marca na categoria.Não foi tudo aquilo,ainda assim ninguém esquece dele.

abraço

Rianov Albinov disse...

Já o FW08C era o cão!
Andava muito!

Quem fez o March 2-4-0 andar muito também foi Roy Lane. Detonava nas subidas de montanha na Grã-Bretanha.

Morreu não faz nem 2 meses.
:(

Helio Herbert disse...

Ví esse bólido de pertinho nos anos 70 e acho um dos carros mais interessantes que conheço.

Willian disse...

Bela imagem. Alia evidentes qualidades fotográficas a um projeto que realmente desperta interesse.

Como resultado temos essa combinação perfeita.

Roberto Costa disse...

A idéia básica era utilizar rodas ainda menores talvez de 12' melhorando a aerodinâmica e compensar o menor diâmetro dos discos de freio ao coloca-los em dobro mas acabou dando errado e dizem que precisava ser halterofilista para manobrar o carro parado.
Um dos exemplares está preservado no Museu da Honda ao lado do Autódromo de Suzuca.

Marcos Antônio Filho disse...

esse carro é lindo, e o da Williams tb, com os 4 pneus traseiros...uma pena o projeto da Tyrrell não ter vingado, talvez a F1 seria outra se ele tivesse dado certo...

Bruno Santos disse...

Gardner assustou muita gente com seu carro revolucionário. Inclusive o próprio Ken e seus pilotos.

Quando que veremos atualmente alguém com um short e sem camisa chegar perto de um F-1, rs.

Marcos "Marcuccio" Caiafa disse...

Esta "novidade" nos anos 70 na verdade surgiu na Formula 1 com quase trinta anos de atraso: Nos EUA, nos anos ´40, o primeiro carro de competição de 6 rodas surgiu, para a Indy 500: o Pat Clancy Special.