quinta-feira, 24 de setembro de 2009

A volta

Gigante do ramo de imagem e impressão, a Canon acertou um contrato para exibir sua marca na lateral dos carros da Brawn no Grande Prêmio de Cingapura.

Segundo a empresa japonesa, a corrida noturna é uma das mais interessantes da temporada em termos visuais e as luzes vão promover um grande espetáculo.

No entanto, essa não é a primeira vez que a Canon irá patrocinar uma equipe na categoria.

A estreia da marca na Fórmula-1, durante o GP do Brasil de 1985. Na foto, o finlandês Keke Rosberg

De 1985 a 1993, os japoneses estamparam sua logomarca nos bólidos da Williams e, entre 2002 e 2004, foram fornecedores do material utilizado no centro de comunicações da McLaren.

No total, foram 144 Grande Prêmios e 53 vitórias em parceria com a Williams. Números importantes, que ajudaram a consolidar a marca entre os fãs da categoria.

6 comentários:

GP Oficina Mecânica disse...

Legal heim... estava na hora deles conseguirem algum patrocínio grande... vão ser campeao com o carro todo branco?

Aqui no Brasil já está garantido a Itaipava...

Mas ficou bem legal... espero que voltou para ficar

Carlos Eduardo Szépkúthy

Marcelonso disse...

Felipão,

Bacana ver esse logo de volta,parece que o Almir está em negociação com a Brawn,se tudo der certo logo teremos a Almirketing nos bolidos marca texto.

abraço

Felipe Maciel disse...

O Nick Fry é meio enrolado com essa coisa de patrocinador, mas numa corrida noturna como essa deve ser moleza.

Mais legal ainda é ver uma marca já famosa no circo voltando a dar as caras.

Ron Groo disse...

Uma ótima notícia pelo patrocínio, mas se fizerem como algumas de suas impressoras... 1B e Button vão ficar na mão quando mais precisarem...

Marcos Antônio Filho disse...

boas máquinas fotog´raficas e péssimas impressoras... Eu gostava muito desse patrocínio na Williams...

Bruno Santos disse...

vai borrar tudo agora, hahahaha. No tempo de vacas magras, qualquer dinheiro é bem-vindo. Quem sabe a canon tenha um bom retorno e resolva ficar? Espero que não aconteça isso com a Itaipava...