sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Peladão

No mesmo dia em que a Canon confirmou seu retorno à Fórmula-1, o banco holandês ING resolveu suspender imediatamente seu contrato de patrocínio com a Renault.

Horas antes, não teve "Alonso" que demovesse a seguradora espanhola Mutua Madrileña da ideia de romper com a equipe.

Com isso, os bólidos gauleses devem aparecer "pelados" nas últimas quatro corridas dessa temporada. Inclusive, as duas empresas já solicitaram a remoção das logomarcas dos capacetes, macacões, roupas e etc.

Não querem mais mostrar qualquer relação com a equipe.

De pronto, essa situação me lembrou o Grande Prêmio da África do Sul de 1985, quando a McLaren correu despida de seus principais patrocinadores, em uma espécie de boicote ao Apartheid.

6 comentários:

Ron Groo disse...

A ING deu uma de joão-sem-braço.
Desde o início da crise fianceira mundial que eles acenam com a possíbilidade de ir embora.
Só aproveitaram este inbróglio para sair sem levantar suspeitas sobre sua saúde financeira.

Marcos Antônio Filho disse...

é já tavam querendo sair, aproveitaram a deixa e a Renault vai ficar com aquele laranja ridiculo à toa agora...

F-1 A.L.C. disse...

coincido com o Groo, o povo da ING já estava indembora mesmo. mais com certeza ficaram incomodadas com a imagem de mafia da equipe

carro pelado é carro de equipe agonizante... quem sabe e colocando le "professeur" o patrocinio possa voltar

Loucos por F-1 disse...

É Felipão, as coisas não estão boas para a equipe Renault. Perder patrocinio não é mole, quero ver o que eles vão fazer. A imagem da equipe está manchada.

Abraço!

Leandro Montianele

Bruno Santos disse...

Arrumaram um jeito bacana de encobrir, encheram o carro de "Renault", parecendo os anos oitenta.
A ING já era certa sair, daqui a pouco arrumam um novo patrocinador. Acho que o Kubica entrará numa fria indo para o time francês.

Renato Bellote disse...

Nos anos 90 era proibido colocar propaganda de cigarro nos carros. Você se lembra em qual GP?