quinta-feira, 16 de julho de 2009

Algumas imagens a mais: Button, Hamilton e o W25

Construído em 1934, o W25 ficou um quilo acima do peso máximo estipulado pela "Administração Internacional de Automobilismo". Assim, Alfred Neubauer, chefão da escuderia Mercedes, e o piloto Manfred Von Brauchitsch começaram a raspar a pintura branca da lataria.

Restou apenas o alumínio prateado, que se tornou a cor oficial da Mercedes nas corridas. Por isso, o bólido foi o primeiro carro da marca a ser conhecido como "Silberpfeile" (flecha de prata, em alemão).

Depois, quando começou a utilizar o álcool como combustível (desenvolvido pela Standard Oil), passou dos 314 cv originais para 354 cv. Nas fotos, nota-se que os pilotos tinham de se equilibrar com compostos mais finos. Abaixo, uma volta no velho Nordschleife, com o W25 conduzido por Lewis Hamilton.

10 comentários:

Ron Groo disse...

Eu vi este video, e já tinha babado nas fotos.
É sempre lindo ver estes carros andando né? Maravilhoso.
Beleza Felipão. É um colirio isto.

GP Oficina Mecânica disse...

Muito legal... na camera on board da pra ver o quanto os carros voluiram... brincadeira, ele não esta andando nem perto do limite ainda...

Carlos Eduardo Szépkúthy

SAVIOMACHADO disse...

Impressionate como esses pilotos são priveligiados. Imagina andar na original "Flecha de Prata". Bah... Isso é demais.
Belíssimo post Felipão.
Abraços.
SAVIOMACHADO

Daniel Médici disse...

Interessante notar que nos anos 30 as autoridades estipulavam um peso máximo para limitar a velocidade dos carros. Hoje estipulam um peso mínimo...

Paulo Maeda™ disse...

não sabia da história do "1 Kg" e que bom q isso deu em um belo resultado.
Felipão, vlw pelas palavras lah no meu blog, e eu me lembro tb do dia em q te perguntei se os donos não achavam ruim tirar as fotos kkkk Vlw

Felipe Maciel disse...

Belíssimas imagens, Felipão.
O piloto deve adorar a experiência, mesmo que nessa velocidade.

Teca disse...

Raspa um pouco e reduz o peso... simples assim?

Bonitas fotos, Felipão!

Beijos.

GP Oficina Mecânica disse...

Teca,

Em carros de corrida, para reduzir o peso, o pessoal queima o assoalho do carro com um massarico para arramcar toda a sujeira, bate pedra e material que estiver ali, ficando somente a chapa e nada mais.

Eu sei que fazem isso para arrancada, circuito ainda não vi...

Carlos Eduardo Szépkúthy

Teca disse...

Valeu pela explicação, Carlos! Esse tipo de ajuda eu sempre encontro aqui no BlogSport! Aprendo bastante com vocês.

Beijos.

Joel Marcos Cesetti disse...

Valeu Felipão! o piloto poderia pelo menos estar com as luvas hein!

O belo carro com um piloto atual fica meio estranho, parece que não combina.

Valeu!

abs