quarta-feira, 3 de junho de 2009

Os casos de Orly e Narita

Por conta da tragédia do voo AF 447, muito se falou do avião da Varig sinistrado nas proximidades do aeroporto de Orly, em Paris. Segundo investigação da policia francesa, uma bituca de cigarro na lixeira do banheiro provocou o incêndio que culminou com a queda do aparelho. O Comandante Gilberto Araújo da Silva, com grande habilidade, desviou-se das casas e direcionou a aeronave para um campo de repolhos.

Ao que consta, personalidades famosas estavam no avião: a atriz Regina Lèclery, o jornalista Julio De Lamare, o cantor Agostinho dos Santos e o empresário Antônio Carlos Scavone, que, em sua estadia na Europa, negociaria com a FIA a realização de corridas internacionais em solo brasileiro.

Levantou-se a suspeita, na época, que tudo havia sido planejado para matar o chefe do senado e membro da ditadura, Filinto Müller. Dos passageiros, apenas um sobrevivente: Ricardo Trajano, que, algum tempo depois, voltou ao aeroporto para cobrar uma nova passagem. E foi atendido, afinal, graças ao acidente, ficou impossibilitado de seguir viagem para Londres.

Segundo informações confirmadas com quem entende do assunto, o mesmo comandante dessa aeronave, acidentada em 1973, foi designado para conduzir, seis anos depois, um cargueiro da Varig, de Tóquio para Los Angeles.

Na viagem seriam transportados quadros valiosíssimos de Manabu Mabe, um pintor japonês naturalizado brasileiro. No entanto, o avião desapareceu, sem deixar qualquer vestígio. Por isso, até hoje, muitos consideram esse desaparecimento como o maior mistério da aviação mundial.

Comentou-se, na época, que poderia ter sido um seqüestro, realizado por colecionadores de arte. Outra hipótese garante que o avião foi abatido por soviéticos, interessados em preservar o segredo de um caça MIG-25, que estaria sendo levado desmontado aos EUA.

Tudo isso coletado em matérias na televisão, rádio, sites e jornais, que falam exaustivamente sobre o assunto. Aliás, quando querem, realizam pesquisas de alto nível em seus respectivos arquivos. Até mesmo uma matéria da época, sobre o desaparecimento do avião do Comandante Araújo, foi apresentada no Jornal Nacional.

23 comentários:

De Gennaro Motors disse...

parabéns pela materia felipão ! deixo aqui meus sentimentos a todos do Voo 477

Hugo Becker disse...

Caramba, não sabia de toda essa história em torno do voo da Varig...

Agora, o que eu acho curioso é o fato de o avião ter desaparecido justamente em uma área não-rastreada por radar visual, uma área 'morta' entre os territórios oceânicos brasileiro, africano e europeu.

Essa área é relativamente pequena, se compararmos com a extensão territorial dos países já citados. Uma área de menos de mil km. E o avião some justamente nesse ponto.

Isso me causa certa desconfiança a respeito da possibilidade de algo acidental ou proposital. Mas... são só divagações.

Ron Groo disse...

Dos famosos que você citou eu só ouvi falar do Scavone...
Bem e sobre o desaparecimento do segundo avião, também li que o avião pode nem ter decolado, dando sumiço nas obras, resgatando o seguro e dando o avião como sumido.
Mas tudo lenda.

Ingryd Lamas disse...

Gente, não sabia de tudo isso!!!!
sensacional!
muito bom ter pessoas pra postarem aquilo que eu nem fazia ideia...
ueueuhehue
parabens!
e obrigada!


bjoooos

Felipão disse...

Pois é, Ingryd...

Eu mesmo não sabia dessas informações... Escrevi com o que ouvi nos últimos dias.

Helio Herbert disse...

Quem contou algo à respeito para mim outro dia (antes dessa nova tragédia)foi o Pé de Chumbo do blog Boteco de Aeroporto; Piloto aposentado e amigo do Comandante Gilberto Araujo.Fato Lamentável.

Luís Augusto disse...

Felipão, só um detalhe: embora o comandante-master fosse mesmo o Gilberto, quem efetuou o pouso de forma magistral perto de Orly foi o segundo comandante Antônio Fuzimoto, que também sobreviveu ao acidente. Não que o comandante Gilberto tenha escapado à responsabilidade, mas é que, na hora em que tudo ocorreu, Fuzimoto estava no comando e ali permaneceu.

De Gennaro Motors disse...

valeu Felipão pelos comentarios...hehehe abração cara !

Felipão disse...

Grande Luís!!! Incrível que até agora ninguém falou do Fuzimoto!!! Abração!!!

Frederico Cavalcante disse...

O acidente do PP-VLU é realmente cercado de mistérios. Uma das hipóteses é de que o 707 despressurizou quando em rota de NRT-LAX, e caiu no mar após o fim do combustível. Nos últimos 10 anos ocorreram acidentes decorrentes de despressurização que reforçaram a teoria de que esta tenha sido a causa do acidente de 1979: em 1999 ocorreu um acidente com um Learjet snme nos EUA, que levava um golfista conhecido do PGA Tour e em 2005 ocorreu a queda do 737-300 da Helios Airways. A aeronave foi vista voando por caças, mas nao havia ninguém na cabine. Até que uma pessoa apareceu no cockpit, tentou controlar o avião mas não conseguiu.

Tenho um amigo, que é comandante de ATR42/72 na Total, e pelo que ele viu ele acredita que o F-GZCP pegou turbulência muito pesada, deve ter ido no meio dos CBs. E CB é aquele negócio: por onde saímos dessa?

Um abraço!

Frederico Cavalcante disse...

Ah sim, sobre o acidente de Orly em 1973, leiam o livro CAIXA PRETA do Ivan Sant´Anna. Além desse acidente ele fala do sequestro do 737-300 da Vasp em 1988 e da queda do PP-VMK no sul do Pará em 1989.

Daniel Médici disse...

Faz tempo que eu não vejo uma boa matéria veiculada no Jornal Nacional...

Não sabia que os voos de Orly e Narita tinham um comendante em comum. História muito boa!

Felipão disse...

Valeu galera...

E obrigado pelo complemento, Frederico...

pena que não entendo muito do assunto, senão falava mais de avião por aqui...

Frederico Cavalcante disse...

Felipe, leia o livro que mencionei e voc verá que, apesar de se tratarem de assuntos trágicos, trata-se de uma excelente leitura.

Ah, o nome do comandante dos acidente é Gilberto Araújo da Silva.

Marcos Antônio Filho disse...

muito interessante,isso. E Julio De Lamare é o nome do parque aquático do maracanã.Agora sei que ele foi um jornalista.
boa felipão!

Felipão disse...

Fica a dica para todos, Frederico. Inclusive, tinha lido uma resenha do livro na internet. Com certeza, em minha próxima ida ao sebo, vou acomprar...

Abração!!!

Anônimo disse...

O Filinto Muller estava no avião? graças a DEUS ja foi tarde, era um maldito NAZISTA, simpatizante de Hitler, defensor da ditadura vargas e militar no Brasil, q lamentavelmente NASCEU nesse país e muita dor levou a varias familias, um maldito psicopata, lamento ter morrido muitos inocentes....e nao somente esse infeliz

Apolo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Apolo disse...

Essa história parece ser meio mirabolante, mas juro que conversei com um índio neste mês de dezembro, que afirma ter encontrado na mata amazônica os destroços de um avião da Varig.

Este índio disse saber onde está o avião. Fiquei bem intrigado. Ele disse haver apenas os ossos dos tripulantes, o nome Varig quase sumindo da fuzelagem e ainda há documentos dos pilotos na aeronave. Ele disse que varios nativos da área costumam ir até a tal aeronave da VARIG. Ela está na região amazônica, próximo da fronteira com a Colombia. Pesquisei bastante sobre assunto e não encontrei nenhum avião da Varig que caiu na região amazônica. Será que é possível o avião ter ido parar na região amazônica? A cidade fica a 18h de barco saindo de Manaus.

A informação foi obtida na cidade de Santo Antônio do Iça - Amazonas. Nesta cidade a cuminicação é super precária. Até luz elétrica só tem com gerador.

O informante indígena, trata-se de pessoa honesta, de poucas posses, que não teria nenhum interesse em "criar" tal história. Acredito que o caso deva ser investigado.

Entrem em contato para mais informações.

Anônimo disse...

PARA CONHECIMENTO DE TODOS, E PRINCIPALMENTE DO SR. LUIS AUGUSTO, NUNCA SE FALOU DO COMANDANTE FUZIMOTO NESSE ACIDENTE DE PARIS, POIS O MESMO NÃO ESBOÇOU NENHUMA REAÇÃO NO MOMENTO CRITICO DO ACIDENTE, TENDO ELE CRISTALIZADO.

Anônimo disse...

SR. LUIS, PROCURE SE INFORMAR MELHOR ANTES DE IMPRIMIR COMENTÁRIOS SEM BASE NENHUMA.
ESSE ACIDENTE FOI MUITO SÉRIO, E OS ORGÃOS COMPETENTES DA AVIAÇÃO MUNDIAL CLASSIFICARAM O DEVIDO COMANDANTE COMO HERÓI NAQUELE POUSO FORÇADO EM ORLY.

Anônimo disse...

Marie, lol :D

mario disse...

anonimo burro de cima. era o fuzimoto no comando, retardado. isso já está mais q documentado pelos relatórios, testemunhos e gravações.

isso não deixa de colocar o gilberto como o herói q foi, sincronizando e ajudando no pouso.

mas vc se informa antes de pagar de ignorante na net.