terça-feira, 5 de maio de 2009

O carro do Papa

Em sua última visita ao Brasil, em 2007, o Papa causou indignação em muitos fãs da F1. O GP da Espanha de 2007 foi transmitido pela metade, em virtude de uma missa que celebrou em Aparecida do Norte.

Dizem que o Papa atual não é tão carismático quanto João Paulo II, seu antecessor. Inclusive, já foi acusado, entre outras coisas, de pertencer ao movimento nazista pós-guerra. Por isso, levou a bronca dos entusiastas do esporte em lugar da Tv Globo.

Entretanto, Bento XVI, assim como nós, pode ser considerado um admirador dos automóveis. Ainda não possui uma Ferrari Enzo como João Paulo II, mas, depois de vender seu Golf, passou a contar com um Volvo XC90, uma BMW X5, um Volkswagen Phaeton W12 e uma Mercedes G-Class customizada.

Depois do terremoto em Abruzo, ganhou da Fiat uma Ducato Panorama (foto acima) com bancos de couro branco e outros itens de conforto. Afinal, o chefe da igreja católica, em virtude do terreno acidentado da região, precisa de um carro parrudo, espaçoso e confortável para suas peregrinações.

E nada de andar descalço.

Até onde sei, os Papas ganham os carros de presente em troca da publicidade. No caso do Papamóvel, recordo de uma briga envolvendo Volkswagen e BMW. As duas alemãs queriam aposentar o carro da concorrente, um Mercedes ML 430. A Volkswagen montou um protótipo com a base do Touareg, enquanto que a BMW desenvolveu um carro na plataforma do X5.

Mas Bento XVI recusou as duas ofertas e ainda sugeriu que as montadoras doassem mais carros para a caridade.

O ML 430 continuou sendo o carro "oficial" do Papa, com vidros e latarias blindadas, capazes de resistir a explosões de granadas, fuzis AK 47 e metralhadoras calibre 12,7 mm.

Dentro da cabine, o pontífice conta com sistema de ar condicionado e iluminação especial, favorecendo a visão dos fiéis.

BMW X5

Volvo XC90

Mercedes ML430.

Volkswagen Phaeton

Ferrari Enzo.

Mercedes G-Class


Por fim, o Golf do Papa, vendido no e-bay alemão.

13 comentários:

Marcos Antônio Filho disse...

é o papa curte uma velocidade!
é Relamente, o Papa Chico Bento não é tão carismático quanto o JPII, mas pelo menos eles tem uns carros legais!

Helio Herbert disse...

Acho que ele deveria doar tudo para caridade ...e andar de Buzão!!!

Germano disse...

E não era a Igreja que vinha com papo de desapego aos bens materiais?

Gustavo disse...

Essa foi demais carros do Papa! Nunca imaginei que ele pudesse curtir essas maquinas, são quase como sexo.

Tohmé disse...

Sempre achei esse alemão com cara de nazistinha.

E como disse o Germano, ooooo desapego hein?

Helio Herbert disse...

Felipão o seu avatar de seguidores sumiu do blog dos amigos(inclusive do meu)Dê uma olhada...

Felipão disse...

Pois é, Helio. E o pior... Eu to como seguidor de todos os blogs aí do canto direito. Só que não apareço nos respectivos quadros... Aliás, sempre sofro com algum probleminha..

hahahaha

Ron Groo disse...

Quantos papamoveis, se houvessem mais papas poderiamos fazer uma categoria nova a P1... Papa one.. hahahaha.

Felipão disse...

ahuahuahuahhua

SAVIOMACHADO disse...

Cara... Muito bom esse post também. Muito original.
Legal a maneira que tu contou a história sobre os carros do Papa.
O teu blog é um dos mais originais aí da tua turma. Meus parabéns Felipão.
Grande abraço.
SAVIOMACHADO

Felipão disse...

Só tenho a agradecer, Savio...

Valeeeeeu!!!

De Gennaro Motors disse...

hahahaha.....boa FELIPÃO...gostei bastante do POST...interessante.

Abração ! Gennaro

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.