sexta-feira, 24 de abril de 2009

Rodam?

Nos últimos dias, opiniões distintas surgiram na blogosfera a respeito dos "AutoImóveis".

Inclusive, não tinha idéia da quantidade de colecionadores que existem por aí. Apareceu até um "Senhor dos Corcéis", com seus carros impecáveis.

Porém, ao contrário do que acontece em muitos lugares do mundo, como na Europa e Estados Unidos, os antigos do Brasil só andam por aí de reboque e cegonheira.

Quando não estão nos festivais, servem como adorno de garagens, onde são flanelados e mostrados para os amigos como troféus.

Então, muitos se questionam:

- Para quê ter um antigo?

Nesse caso, ponto positivo para aqueles que ainda circulam por aí, exibindo os velhinhos, mesmo que exclusivamente para um simples passeio.

Há alguns dias, vi um Gordini parado no trânsito da manhã, em excelente estado de conservação. Tentei tirar uma foto, mas os carros andaram e o antigo "azul calcinha" se perdeu no mar de carros acinzentados que compõem o cenário atual das avenidas paulistanas .

Mas, valeu o dia.

Naquele momento, lembrei das histórias contadas por meu pai, da fama do Leite Glória e tudo mais.

Se estivesse parado numa garagem, aquela seria como outra manhã qualquer. Mas, por um breve momento, fiquei pensando em uma série de coisas, como, por exemplo, comprar um modelo daquele, só para desfilar por aí.

Por outro lado, não devemos nos esquecer que os colecionadores, ao modo deles, ajudam a preservar um pouco da história automobilistica.

E, afinal, os carros são deles e que façam o que bem entender.

Para ilustrar um pouco a respeito, separei duas fotos interessantíssimas do Blog dos Carros Antigos. Na primeira, o corajoso dono do Ford Roadster 29 preferiu seguir rodando para o evento de Lindóia, enquanto que o Ford 51 foi carregado na plataforma.

Na foto principal, a Mercedes que motivou a discussão no Blog do Gomes.

10 comentários:

Germano disse...

eu se tivesse um antigo iria modificar...mas para usar no dia-a-dia

Marcos Antônio Filho disse...

tenho mta vontade de te rum antigo dos anos 70, um Maverick é um sonho de consumo...

Loucos por F-1 disse...

No dia a dia é muito difícil encontrar em carro antigo. Os colecionadores gostam mais de sair no final de semana pra desfilarem suas maquinas nas ruas.

Abraço!

Leandro Montianele

Luís Augusto disse...

Concordo que carro antigo foi feito para andar, mas lembro que eles não foram dimensionados para o trânsito congestionado dos dias de hoje nem para a buraqueira das estradas fora de SP. Fui rodando de Fusquinha para Araxá/2004, uma experiência inesquecível... infelizmente no sentido negativo.
Caminhões me jogavam para o acostamento, as crateras da estrada eram difíceis de ser evitadas a pista simples não favorecia ultrapassagens. Um dilema, realmente, mais uma coisa para por na conta da incompetência do governo.

guilherme gomes disse...

EUA e Euro também guardam seus carros a sete chaves, certamente mais que aqui.
Andar de carro antigo necessita de um estado de espírito. Qual é a graça de andar de um carro antigo se você acorda atrasado, tem que ir correndo ao banco, anda em estrada ruim, larga seu carro oito horas por dia na rua e no sol? Eu penso assim.
Além do mais, quem com mais de 10 autos consegue a proeza de andar com todos nessas condições acima? não me incomoda o fato de o auto ser "autoimovel", desde que seja um auto-andável. Mais ou menos isso.

Paulo Maeda™ disse...

também acho q, com a realidade de hj, eh impossivel vc andar com um "velhinho" pra cima e pra baixo. Só de achar um velhinho conservado jah é dificil, imagina o dono se arriscar andando com ele por ae...

Teca disse...

Felipão, antigo "azul calcinha" vai ficar pra história!

Ahahahaha

Quanto aos antigos, aqui em casa tem um (santana 87 já é antigo, né não?) em pleno funcionamento, mas em matéria de conservação... fica devendo...

Beijos.

Felipão disse...

hahahahaha

lógico, Teca... Santana é clássico, inclusive...

Carros Antigos disse...

Eu temo pela segurança minha e da família. Já enguicei na Perimetral aqui no Rio, indo para o Veteran, filho de colo, sol de praia, trânsito do inferno, cada fino...
Mas, no geral, ando bem. Falta tempo, mas dou minhas voltas.
Quanto às fotos, comparação interessante!
Abraço, Nik.

Felipão disse...

Grande Nik... Valeu a presença!!!