sábado, 28 de fevereiro de 2009

Uma pintura

Enfim, foi apresentada a pintura da Williams para a temporada 2009. Não mudou muito em relação aos anos anteriores e já não era novidade, pois os patrocinadores fizeram o favor de vazar o desenho em seus respectivos sites.

Aliás, se a Dacon, do post anterior, houvesse algum dia tentado a F1, utilizaria exatamente essa pintura.

E nada de Saudia Airlines, anunciada como possível patrocinadora para essa temporada. Talvez, a crise tenha espantado os árabes, parceiros históricos nos primórdios da escuderia.

Ao que tudo indica, a RBS honrará seus compromissos nessa temporada. Em 2010, "área". Assim, Frank Williams terá de correr, novamente, atrás de dinheiro. Nos últimos tempos, ficou a impressão do time ter perdido o "trem" da história.

A Williams foi castigada, muitas vezes, por ser rápida, inovadora e um adverário leal. Agora, sofre por isso. O primeiro golpe veio depois da conquista do primeiro campeonato de pilotos, em 1980, com Alan Jones. A FIA proibiu os monopostos de utilizarem qualquer parte móvel na carenagem.

Depois, um golpe mais duro: - Proibiu-se a suspensão ativa, com a alegação do veto aos computadores de bordo em um novo regulamento. Sem contar que foi abandonada por grandes fornecedores de motores, como Honda, Renault e BMW. Teve de improvisar em algumas circunstâncias, apelando para Judd, Mecachrome e Cosworth.

E, em 1994, quando esperavam um ano arrasador, aconteceu o acidente na Tamburello. Em razão disso, trouxeram talentos dos Estados Unidos. De lá, vieram Jacques Villeneuve, Alessandro Zanardi e Juan Pablo Montoya.

Foram-se os patrocinadores...

Mas a tradição resistiu.

Que parem de perseguir "Sir" Frank.

Vida longa ao garageiro...

17 comentários:

Ron Groo disse...

É isso ai!
O mais belo carro da mais bela das equipes.
Vida longa ao garageiro.
Go Williams go!

Marcos Antônio Filho disse...

é isso aí,sempre perseguem a Williams! Porque ninguém perseguiu a McLaren e a Ferrari quando elas dominavam a F1?Frank Williams sempre fez bons carros e nunca politicagem barata.

Go Williams go!

Luís Augusto disse...

Belo texto, Felipão; só acho que foi um grande erro ter trazido o pessoal da Indy, que pouco acrescentou (mesmo o campeão Villeneuve).

Daniel Médici disse...

Boa sacada, Felipe!

Ela sempre esteve no topo antes de mudanças bruscas de regulamento. Acho que o estreitamento dos carros e as ranhuras nos pneus, em 98, também se enquadram nessa história.

kimi_cris disse...

Esses cornos ficam mesmo mal no monolugar e o esse azul também é um pouco feio...

Grande Abraço!

Kimi_Cris

Sobre o Futebol Carioca disse...

ESSE CARO É MUITO BONITO

Ingryd Lamas disse...

e salve Frank Williams!!!!

Helio Herbert disse...

O acidente com Senna parece ter estigmatizado a imagem
do Frank Willians.

Joel Marcos Cesetti disse...

Concordo com o Ron Groo, ainda é o mais bonito.

Paulo Maeda™ disse...

Eh, eu preferia o azul mais escuro que a Williams usou até o ano passado,mas até q este nao está tão feio. E realmente, agora soh o lado ruim de ser a frente do seu tempo sobrou para Sir Frank Williams, vida longa ao garageiro!

Loucos por F-1 disse...

Acho que a Williams poderia ter caprichado um pouco mais na pintura. Faltou um algo a mais.

Concordo contigo Felipão, vida longa ao garageiro, pois a Fórmula 1 sem Frank perderá muito.

Abraços!

Leandro Montianele

Tohmé disse...

Ficou muito bonito esse carro.
E já há zum zum zum de aposentadoria do Sir FW. Será?

Janus disse...

Os carros de 6 rodas também foram providencialmente proibidos assim que a Williams tinha conseguido um carro realmente rápido com 2 eixos traseiros ...

Janus disse...

Ah, e teve também aquele câmbio prograssivo ou coisa parecida que eles estavam testando, não lembro o nome agora. Mas foi proibido também. Sempre com a desculpa de "baixar os custos".

Felipão disse...

Bem lembrado,Janus...

De Gennaro Motors disse...

eu gostei muito da cor do carro !

Ylan Marcel disse...

A pintura é linda, por sinal...