quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Herói da resistência

Como morador do Grande ABC, não poderia deixar de falar desse ilustre pioneiro, fabricado na planta da Toyota em Piraporinha.

Aliás, ninguém poderia imaginar que o rústico Bandeirante tivesse vida tão longa, quando começou a ser montado num galpão da periferia de São Paulo em 1958. A empresa deixou de produzir o veículo somente em 2002, por conta do grande atraso tecnológico.

Especialistas garantem que é possível rodar até 1 milhão de quilômetros com o motor OM-324, fabricado pela Mercedes-Benz, sem necessidade de retífica.

11 comentários:

De Gennaro Motors disse...

muito bacana ! tenho um colega que tem uma dessa! show ! vou mandar o seu link pra ele ver ! abraços Felipão !

Felipão disse...

Opa... Valeu, Fernando!!!

De Gennaro Motors disse...

Opa Felipão !!! blz

Então sobre Detroit cara ! sabe p que é ! eu achei que por ser o principal do Mundo ! deveria ter muito mais atrativo ! ou melhor e for para eles fazerem o que fizeram ! melhor nem ter ! eita crise que que so atrapalha! bom mais vamos ver como a coisa caminha ! não !

Um abraço !

A Felipão ! me passa seu fone! tra gente se encontrar em Interlagos !

Até !

Felipão disse...

Passo sim, Fernando... Te passo por email... Abraço...

Julio Cezar disse...

Que jipão!

Meu sonho de consumo!

Pena que não tenho grana!

Acho que vou me contentar com um Puma GTE...

Felipão disse...

Ahhhhhhhhhhhhhh Eu também me contentaria com um GTE... hahahahah

Grande abraço...

Luís Augusto disse...

E o velho Bandeirante é muito valorizado no mercado de usados, o que atesta suas qualidades.

Felipão disse...

Isso é verdade. Um modelo que pouco deprecia...

Paulo Maeda™ disse...

Sempre vejo um desses aki em SP tb, ainda mais qdo eh dos jipeiros e vem com tudo q tem direito, guincho, reboque, rodas enormes... ainda bem q ele é imortal.

superior disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Felipe Bitu disse...

Foi de longe o melhor "carro" que já tive.

Não tinha absolutamente nada de atraso tecnológico. Overengineered em todos os sentidos, foi o que mais deixou saudades.

Enfim, ninguém consegue compreender como esse bicho é bom. Só mesmo tendo um pra ver a maravilha que é.