domingo, 17 de agosto de 2008

Cinema e velocidade

Santo André - Andam acontecendo poucas coisas relevantes no automobilismo.

Então, vamos aproveitar e lembrar das 12 horas de Sebring, de 1970.

Naquela oportunidade, Steve Mcqueen disputaria a prova com um Porsche 908, ao lado do legendário Peter Revson, sem grandes pretenções.

Tudo porque, haviam muitas equipes "de fábrica" e o ator estadunidense havia quebrado o tornozelo, alguns dias antes, em um acidente de moto.

Entretanto, Macqueen e Revson não se abateram, foram superando a concorrência aos poucos e chegaram ao primeiro posto.

Foram ultrapassados no final pela Ferrari de Mario Andretti, em uma das chegadas mais emocionantes e apertadas da história.

Após aquela corrida, o ator, que morreu de câncer no pulmão em 1980, foi proibido pelo estúdio cinematográfico de voltar a correr.

Já o Porsche, antes da aposentadoria, foi utilizado como "câmera car", nas filmagens do filme "As 24 horas de Le-Mans".

O parceiro de Mcqueen naquela corrida, Peter Revson, morreu num gravíssimo acidente em Kyalami, África do Sul, durante testes particulares da equipe UOP-Shadow de F1.

Um comentário:

Speeder_76 disse...

Bela história, essa.

Já agora, o Revson morreu em 1974, em Kyalami, quando testava o seu Shadow para o GP da Africa do Sul.


http://continental-circus.blogspot.com/2007/03/sem-comentrios_24.html