sábado, 16 de agosto de 2008

Pretinha, Michael Jackson e Formiga

Santo André - Fico imaginando o esforço que as jogadoras da seleção feminina de futebol fizeram para chegar onde estão.

Infelizmente, o Brasil nunca apoiou essa modalidade e, com certeza, será algo que se perderá com o tempo.

Coisa que aconteceu com o tênis, por exemplo, já que não aproveitaram a fase de Gustavo Kuerten para estruturar a modalidade no país.

Por isso, não entendo o motivo pelo qual, uma pessoa com tanto sucesso em um time olímpico, se apresente como "Maycon Jackson", "Pretinha", ou "Formiga".

No meu caso, faria questão que me chamassem pelo nome, para que todos soubessem dos meus feitos, através dos recortes de revistas e jornais.

Uma mania estranha de brasileiro, que gosta de apelidar a tudo e a todos.

Talvez, ela se arrependa no futuro, quando ninguém reconhecer a Andréia dos Santos, como uma verdadeira medalhista olímpica.

5 comentários:

Ron Groo disse...

Um dos motivos Felipão, deve ser o fato de que ninguém nunca levou a sério o futebol feminino.
Hoje ficam ai babando, dizendo e fazendo louvores à garra e a raça delas, sem contar o talento. Mas antes, vixe... Era motivo de piada e causa destes apelidos infames.

Marcos Antônio Filho disse...

Ah elas já estão acostumadas,se chmara de andreia ela talvez não atenda...
A gente só lembra do futebol feminino em Pan e olimpiada,não há estrutura alguma,acredito que qualquer resultado é digno de aplausos...

Vlw felipe,já add vc tb em meus favoritos,abraços!

Speeder_76 disse...

Sabes o irónico? É que as meninas vão à final, e os homens não. E seria uma bela palmada na cara se conseguissem o ouro...

Felipão disse...

A seleção masculina não é de nada mesmo

Teca disse...

O futebol masculino há muito não empolga a galera... aí vem essa mulherada de força e arrebenta e já, já todo mundo já esqueceu...

Quanto aos apelidos...num país cujo presidente tem o "título" de um molusco, você espararia o quê, fofo?

Ahahahaha

Beijos da Teca (meu nome? Ah... deixa assim...)