quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Stefan X USF1: de olho na vaga

Depois de anunciar um acordo com a Toyota para receber suporte técnico e os direitos do projeto do chassi que os japoneses pretendiam utilizar em 2010, a Stefan continua seu planejamento em ritmo frenético.

Mesmo sem uma vaga garantida no grid, rumores na imprensa europeia dão conta que até mesmo a dupla de pilotos da equipe já estaria definida: o japonês Kazuki Nakajima (herança da Toytota) e o indiano Karun Chandhok.

Este último, inclusive, traria £ 6 milhões (cerca de R$ 17 milhões) em patrocínios para a equipe.

Enquanto isso, em Charlotte, a sede da USF1 foi colocada à venda pelos proprietários do edifício.

Um porta-voz da equipe, no entanto, explicou que a USF1 é apenas inquilina da propriedade -assim como as estruturas de Robby Gordon e a BAM-, e que isso não vai interferir nos planos de competir na Fórmula-1.

Será?

O valor do imóvel é de US$ 3 milhões e o contrato de aluguel da escuderia vai até 2014.

2 comentários:

GoNanoGo disse...

Ojala que se le de a Stefan Gp, porque USF1 y Campos estan peligrando estar en la F1. Saludos

Speeder_76 disse...

As "estórias" da USF1 e a Campos já começam a cheirar mal, para ser honesto. Com uma equipa a ter chassis, mas a não ter dinheiro para as pagar, e agora com os fortes rumores de que a USF1 não tem chassis, e os seus financiadores, como Chad Hurley, um dos "senhores Youtube" a perderem a paciência, começo mais a acreditar que eles não vão alinhar nem no Bahrein, nem em mais aldo algum. Ou seja, são nado-mortas.

Quanto à Stefan GP, a grande dúvida é saber de onde vêm tanto dinheiro, porque de resto, eles têm. E a partir do dia 25, verei até que ponto estes são credíveis...