quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Algumas imagens a mais: Bélgica

Após se envolver em um pequeno acidente de trânsito em Londres, o belga Bertrand Gachot, que em 1991 defendia a Jordan na Fórmula-1, borrifou spray de pimenta no rosto de um taxista.

Por conta disso, Gachot foi condenando a 60 dias de prisão e, no período, ficou impossibilitado de disputar o Mundial de Pilotos.

Então, o empresário Willi Weber, reconhecendo ali uma ótima oportunidade, acabou indicando seu protegido, um alemão de nome Michael Schumacher, para disputar o GP da Bélgica no lugar de Gachot.

Depois, o próprio Schumacher convenceu Eddie Jordan de que era um especialista em Spa-Francorchamps, mesmo sem nunca ter corrido por lá.

Assim, após garantir a vaga na equipe com o auxílio financeiro da Mercedes, o jovem piloto usou uma bicicleta para aprender os 6.940 metros do circuito, pouco antes dos primeiros treinos livres.

Botando banca, dizia que havia trazido a “magrela” no porta-malas do “Mercedes”.

11 comentários:

Willian disse...

Bacana essa história. Eu não a conhecia ainda!

Marcelonso disse...

Felipão,

Lembro quando esse alemão apareceu,o cara assombrou nos treinos,sua corrida durou alguns metros,mas foi o bastante na prova seguinte já estava na Benetton no lugar de Moreno,e depois não parou mais....

abraço

oliver disse...

Existem mais coisas entre o céu ...

Daniel Gomes disse...

Sensacional essa história e a foto mais ainda.

Nunca tinha ouvido falar dela, mas não é difícil acreditar.

Hugo Becker disse...

Hahaha, que ótima história Felipão! Ótima história e ótima foto. Essa eu não conhecia.

Abraço!

Bruno Santos disse...

Precisa de muito fôlego para pedalar por Spa. Bons tempos onde o pescoço não era um problema...hahaha.
Bela história, Felipão.

Ridson de Araújo disse...

História massa essa... e valeu pelo comentário no meu texto lá no F1 database, do Bruno.

Convido a todos a lerem o Historias e Velocidade e o F1 database...

http://historiasevelocidade.blogspot.com/2009/08/um-espaco-muito-especial-f1-database.html


http://f1database.blogspot.com/2009/08/minha-paixao-por-formula-1-ridson-de.html

GP Oficina Mecânica disse...

Dessa eu não sabia...
Muito bom, ainda mais com a foto dele andando de Bike... chega a ser engraçado...

Carlos Eduardo Szépkúthy

Ron Groo disse...

E no fundo o alemão sete estrelas nem tava mentindo... Mostrou-se nos anos seguintes um especialista mesmo. Não só em Spa.

F-1 A.L.C. disse...

poh, cara que história tão legal!! resume o genio e espiritu de um piloto que estava doido para demostrar quem era e o que podia fazer com um carro.

Teca disse...

Parece que tem história que só o Felipão sabe... ainda bem que ele conta pra gente!

Beijos.