quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Algumas imagens a mais: Bélgica

Na antepenúltima volta, Dan Gurney percebe que não chegaria ao fim daquele Grande Prêmio da Bélgica de 1964 por falta de gasolina.

Por conta disso, o americano da Brabham diminui a velocidade e acaba sendo superado por Graham Hill, da BRM, e Bruce McLaren, da Cooper.

Na última volta, Hill passa a se arrastar pela pista com problemas na bomba de combustível e cede a liderança ao neozelandês.

Porém, na última curva do circuito, McLaren sofre uma pane elétrica e, se aproveitando do embalo do carro, cruza vagorasamente a linha de chegada.

Nesse meio tempo, Jim Clark, da Lotus, consegue se recuperar de um problema de arrefecimento no motor e ultrapassa o neozelandês no último momento, vencendo a corrida.

O "escocês-voador", sem saber que havia vencido, fica sem gasolina na volta de desaceleração e encosta na "Stavelot".

Ao encontrar Gurney, que não havia completado a corrida pelo mesmo motivo, pergunta:

"E aí? Quem venceu?"

Para felicidade dos fotógrafos -e nossa-, os dois ficaram por lá, durante algum tempo, conversando a respeito de mais uma grande exibição.

Depois, os auto-falantes do circuito anunciaram a vitória de Clark, que foi levado de carona às tribunas por seu companheiro de equipe Peter Arundell.

13 comentários:

Daniel Médici disse...

Um relato que tenho sobre a corrida diz que foi uma dos maiores shows que Dan Gurney já deu em pista - aliás, subestimado demais, esse Dan Gurney.

A foto do post eu já possuía em meus arquivos. A do link vai pra ele logo logo.... hehehe

Bela lembrança!

Ron Groo disse...

Belo relato. Além de tudo eram amigos e gentlemans.
Marabilhosas fotos

Frederico Cavalcante disse...

Por essas e outras que Spa é A corrida!

oliver disse...

Na realidade devem ter ficado um BOM TEMPO por lá.

Ou alguém serviu ovos fritos na "janta".

Marcos Antônio Filho disse...

Eu ia falar isso, Oliver! Aquele escapamento não queimou as bolas do Clark não?rsrsrsrs

Gustavo disse...

Com certeza ficara o tempo suficiente para o carro esfriar bem!

Felipão disse...

ahahahhah

inclusive, na primeira vez que vi essa foto em um fórum internacional, há uns 8 anos mais ou menos, os caras discutiam exatamente isso, se a foto havia sido tirada antes ou depois da corrida. Mas, por incrível que pareça, foi depois da corrida...

Luís Augusto disse...

Bela história, retrato de um tempo muito diferente do estrelismo de hoje em dia.

Marcelonso disse...

Felipão,



Bons tempos esses,repleta de uruca...

abraço

Hugo Becker disse...

Cara, o GP da Bélgica é fantástico, em todos os aspectos. A pista, a história, a tradição, os grandes nomes, o clima e os "causos" como esses que vc está contando... fantástico.

Bruno Santos disse...

hahahaha.
Mistério total sobre esse escapamento. Bela história de um tempo bem diferente da Fórmula 1.
Veremos muitas panes no ano que vem?

Joel Marcos Cesetti disse...

E...bons tempos!

Anônimo disse...

Até hoje, eu fico me perguntando se não teria sido um dia MUITO frio para esfriar o escapamento...

Segundo, não é normal os pilotos CONTINUAREM com as luvas e os capacetes após a prova. A menos que estivesse, realment5e, muito frio...

E o estado de conservação dos pneus após os 300 Kms de corrida é impressionante!

Penso ser mais razoável, a imagem ter sido registrada antes da largada.

Mas, até prova em contrário, prevalece a versão do ótimo comentário da postagem.