domingo, 12 de abril de 2009

Aqui não



Brasil, 29 de março de 1981.

Rio de Janeiro, Jacarepaguá.



Frank Williams deu a ordem pelo rádio:

- Reutmann, deixe Jones passar.



Reutmann, depois de ter ganho a corrida, disse que havia algum "problema" com seu rádio.

Claro, ninguém acreditou.

Só ficaram aquelas palavras na cabeça do Frank, cada vez que olhava pro Reutmann:

- AQUI NÃO.



FELIZ ANIVERSÁRIO, REUTMANN

7 comentários:

Luís Augusto disse...

Eu também não cederia o lugar; acho que, mesmo que o Barrichello seja campeão, vai ser sempre lembrado como o cara que freou para o Schumacher. Já o Reutemann é muito mais lembrado pelo seu arrojo e personalidade e esse episódio é só um detalhe da sua carreira.

F-1 A.L.C. disse...

logo viria a famosa guerra dos cartais.. em buenos aires.

mesmo assim, Reutmann foi o primeiro a dar ao Tio Frank o prazer do primeiro campeonato

Felipão disse...

Talvez seja algo que o Frank tenha aprendido. De todos dirigentes, não existe um que seja tão esportista quanto o Frank. Em diversas oportunidades, poderia ter agido com mãos de ferro. Exemplo clássico, o de Montoya com Ralf Schumacher.

speed.king.thrasher disse...

eu seria como Reutmann ai... ñ daria posição ñ. Eu estou na frente mereço ganhar e não é pq o cara q está atrás é campeão do mundo q vo me encolher pra ele...

infelizmente ao fim do ano o nosso amigo Carlos acabou pagando o preço... mas essa ele pode botar do currículo "ganhei e fiz o Jones dar chilique!" huahsauhsauhsaas

abs!!

Paulo Maeda™ disse...

Fora que os "cartais" em Buenos Aires, foi um episódio impagável na F1 rsss. Ele foi corajoso em sua atitude, mas era uma época da F1 romântica né, não tinha tanta pressão de patrocinadores como agora.

João's F1 disse...

Ola

Acompanho seu blog, abri o meu recentemente, dá uma olhadinha lá, podemos trocar comentários
abraços
http://joaof1.blogspot.com/

Ron Groo disse...

Pelo rádio do carro Rubinho recebe a ordem de Brawn:
-Deixa o Schumacher passar!

Ele deixou.
Depois da corrida alegou que era só um brasileirinho contra o mundo.

Isto mostra que Reutman era mnacho para caramba.

Feliz aniversário Reutman.

Grande lembrança Oliver.