terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Mais crise

Por esses dias, a organização de Le-Mans anunciou que o teste preliminar, marcado para 31 de Maio, foi cancelado.

Assim, não haverá um reconhecimento prévio da pista por parte das 55 equipes inscritas.

Além disso, o calendário da Le-Mans Series foi encurtado em uma corrida.

Não bastasse isso, Karl-Josef Schmidt, diretor de Hockenheim, anunciou um prejuízo de € 5,3 milhões com a realização do GP da Alemanha deste ano.

E, segundo se comenta, Hockenheim deixará de sediar corridas de F1 se não obter ajuda do estado.

"A F-1 não desaparecerá apenas de Hockenheim, mas da Alemanha como um todo. Aí as corridas acontecerão apenas em países árabes", alertou.

Por enquanto, a tradicional pista alemã estará fora do calendário de 2009, em virtude do revezamento com Nurburgring.

No detalhe, Hans Stuck Sr em ação na primeira corrida pós-guerra em Hockenheim.

10 comentários:

Luís Augusto disse...

É isso aí, pelo jeito as corridas de automóvel, que nasceram como uma excentricidade de milinários europeus e americanos vão terminar como uma excentricidade de sultões árabes.

Marcos Antônio Filho disse...

isso é alarmante:ter corridas apenas em países árabes.Toda a tradição que as corridas de automovel tem em tradicionais circuitos pode se acabar muito em breve...

Germano disse...

olá Felipe, por mim podemos fazer sim, vou add seu blog na lista do meu

abçs

oliver disse...

Pois é.

Alguém lembra da F1 até 1980 ???

Pow, a F1 está uma droga.

Circuitos lentos, fila indiana, carros "carimbo", nada de inovação.

Ninguém pensa, ninguém faz.

E quando aparece uma Hamilton Limpa Trilho, ameaçam.

Reclamar da falta de interesse, da falta de público, é a mesma coisa que reclamar da laranja, depois de ter plantado o pé e de ter cuidado para que ele crescesse.

Gustavo disse...

Pelo menos as corridas sobrevivem em algum lugar.

Ron Groo disse...

Os tempos estão bicudos...
Eu não gosto da idéia de acabar com os circuitos tradicionais. Mas não posso deixar de concordar com o Gustavo.

Janus disse...

Esse traçado de Hockenheim tem o que, 7 anos? Não é exatamente o que eu chamo de tradicional ...

Felipão disse...

ah, sim, Janus...

Olhando por esse lado, não trata-se de uma pista tradicional...

Daniel Médici disse...

Não é um traçado tradicional, esse Hockenheim, mas seu entorno... O público está acostumado com corridas há uns 80 anos. Esse público não levantou um dedo para que o traçado não fosse alterado em 2002. Fazer o quê?

Quanto à crise, jamais perdoarei ela se vier a influenciar a Le Mans...

Joel Marcos Cesetti disse...

Não se preocupem vai ser apenas 1ano, depois volta ao normal!