quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Bicão

Levado pelos bons resultados obtidos no turismo alemão, Hans Heyer tentou a sorte na F1.

Convidado pela ATS, não conseguiu classificar seu carro para o GP da Alemanha de 1977.

Entretanto, isso não o impediu de correr.

No domingo, assim que houve a formação de largada, Heyer saiu dos boxes, de fininho, e alinhou seu Penske no fundo do grid.

Os carros partiram e Heyer seguiu atrás deles.

Logicamente, o alemão deveria receber bandeira preta.

Entretanto, os fiscais demoraram para perceber a irregularidade e Heyer só abandonou a corrida na nona volta, com o câmbio quebrado.

Assim, o resultado de Heyer foi validado, aparecendo, inclusive, nos sites de estatísticas.

Definitivamente, eram outros tempos.

7 comentários:

Paulo Maeda™ disse...

essa foi boa......rss o famoso jeitinho mineiro em plena Fórmula 1.
Belo achado pessoal.

oliver disse...

Obrigado, paulo.

Estamos com algumas dificuldades momentâneas.

Espero que entenda.

É sempre um prazer vê-lo por aqui.

Teca disse...

Caramba! Que delícia!

O cara entrou de fininho... sem qualquer cerimônia...

Ah... dava tudo pra ter visto essa...

Adorei saber essa história!

Beijos.

F-1 A.L.C. disse...

essa é definitivamente uma das anécdotas de fórmula 1 mais doidas que já li.

não costumo de me queixar dos tempos atuais, (achando que o passado sempre foi melhor), mais definitivamente agora a maior parte dos pilotos não tem essa paixão pela corrida. ou não podem expressá-la, não sei

F-1 A.L.C. disse...

essa é definitivamente uma das anécdotas de fórmula 1 mais doidas que já li.

não costumo de me queixar dos tempos atuais, (achando que o passado sempre foi melhor), mais definitivamente agora a maior parte dos pilotos não tem essa paixão pela corrida. ou não podem expressá-la, não sei

Joel Marcos Cesetti disse...

Foram bons tempos, essa história eu não conhecia.

Valeu.

ABS

Felipão disse...

Valeu galera!!!