quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Clássicos do Cinema: 250 GT California

Essa clássica Ferrari, produzida em 1961, chegou a ser arrematada em um leilão por US$ 11 milhões, tornando-se o veículo de coleção mais caro do mundo.

Porém, esse modelo foi protagonista de uma das cenas mais lembradas e inusitadas do cinema oitentista.

E não foi em nenhum filme de perseguição, estilo 60 segundos, Bullit e etc.

Tudo acontece em "Curtindo a vida adoidado", quando os amigos Ferris e Cameron, decidem colocar o esportivo sobre cavaletes, em marcha ré, para voltar a quilometragem registrada no hodômetro.

E, ao contrário do que muitos pensam, eles teriam conseguido realizar tal proeza.

De acordo com "O mundo curioso de Quatro Rodas", publicado em 2002, isso tanto é possível que, pilotos amadores de Rali, quando erram o caminho, voltam pelo mesmo percurso, de marcha ré, para corrigir a quilometragem registrada.

E, para quem ficou indignado com a cena de destruição no final do filme, um alento.

O carro utilizado na gravação da película não passava de uma réplica.

Aliás, foram construídas três réplicas em fibra de vidro e motor de Mustang oito canecos.

A empresa responsável pela construção dos carros foi processada pela fábrica de Maranello, por utilizar indevidamente o "Cavallino Rampante".

6 comentários:

Paulo Maeda ™ disse...

Noooosa, agora vc me fez lembrar desse filme hein.. vi várias vezes e dava uma dor no coração ver akela Ferrari espatifada.... rss
Ainda bem q eram mulas, até parece q iam fazer isso com uma jóia dakelas.
Até mais.

Paulo Maeda ™ disse...

Ah, vlw pelo comentário no meu blog, realmente eu não achei nenhum outro blog que fale especificamente de Indy, de F1 tem aos montes e isso que me fez dar o pontapé inicial no meu. Obrigado msm. O seu tb é muito legal. Vou estar sempre passando aki. Até mais.

Marcos Antônio Filho disse...

Curtindo a vida adoidado é um clássico!Assim como o carro,que é lindo!

Felipão disse...

Concordo com vcs...

E imagine Paulo...

Assim como o Marcos, vc tem um ótimo canal de notícias...

Recomendo a todos...

Luís Augusto disse...

O carro destruído no filme não era uma MGB disfarçada de Ferrari? Parabéns pelo blog!

Felipão disse...

Isso mesmo, Luis.

Nos extras do filme existe uma referência sobre isso

Obrigado pela presença