segunda-feira, 17 de maio de 2010

Um balanço das quatro forças – Grande Prêmio de Mônaco

Webber e Vettel MON

Red Bull – A equipe dos energéticos dominou as ações nas ruas de Monte Carlo. O resultado da superioridade da RBR foi uma dobradinha incontestável com Mark Webber em primeiro e Sebastian Vettel em segundo. Dessa forma o time austríaco assume pela primeira vez a liderança do mundial de pilotos e construtores. Será que os favoritos dessa temporada assumiram o primeiro lugar para não mais sair?

Felipe Mass MON

Ferrari – Em Mônaco os italianos mostraram um desempenho bem diferente em relação aos anteriores. A Ferrari tinha tudo para conseguir um melhor resultado, mas a batida de Alonso no sábado e a classificação não tão boa de Massa se tornaram impedimentos. Resta saber se a boa performance da escuderia vermelha nas ruas do principado será mantida nas próximas provas, já que os circuitos possuem características bem diferentes.

Hamilton MON

McLaren – Os ingleses não estiveram num final de semana muito feliz. Não renderam aquilo que se esperava e a melhor colocação da McLaren foi um quinto lugar com Lewis Hamilton. Logo na segunda volta, Jenson Button acabou sendo obrigado a abandonar, pois a equipe esqueceu de destampar a entrada de ar, causando um superaquecimento em seu carro. Um erro infantil que resultou na perda de pontos valiosos para o campeonato.

Rosberg MON

Mercedes – O time alemão ainda não conseguiu se encontrar no campeonato. Na corrida realizada em Mônaco a Mercedes não obteve um bom rendimento. Nico Rosberg e Michael Schumacher brigaram apenas por posições intermediárias, sendo superados até pela Renault de Robert Kubica. É melhor Ross Brawn abrir o olho porque a equipe francesa vem evoluindo de forma significativa.

4 comentários:

Net Esportes disse...

olhando a classificação vêmos os RBR com 78 cada um e o Alonso com 75 .... mas acredito que tendo corridas 'normais' como a de ontem .... pista sequinha, Red Bull largando na pole nada acontecendo com os carros como já ocorreu esse ano, essa diferença vai aumentar cada vez mais, continuo achando que ninguém tem chances contra a Red Bull, a briga será entre Webber e Vettel ...

Ridson de Araújo disse...

Fato é que finalmente a Red Bull emplacou. Que apostou em uma inovação mais forte da Red Bull apotou...as tradicionais Ferrari e Maclaren decepcionaram em suas inovações tecnológicas pós- momento asiático e dificilmente este cenário mudará até pelo menos metade da temporada.

Ron Groo disse...

A Ferrari se deu bem em Mônaco, mas não quer dizer que melhorou.
Ninguém melhora o carro dentro das caixas.
E foi o que aconteceu. Acabou o gp da Espanha e eles embalaram os carros. Chegaram em Mônaco e desembalaram. Pronto...
As coisas voltam ao que eram nas próximas.

Jorge Scarpin disse...

Bem, não sei se o comentário vai interessar, mas, como trabalho com previsões econômicas, resolvi tirar o final de semana para fazer um modelo de previsão para o campeonato de F1 (fiz um para o Brasileirão também).
Como é um modelo do tipo série temporal, quanto mais dados houver, melhor serão os resultados, logo, a partir da metade da temporada, deve dar resultados melhores.
O modelo de previsão foi baseado em 5 perspectivas. Primeiro, se a corrida é da fase européia ou não, se o circuito é de alta, média ou baixa velocidade, se a corrida foi sob chuva, a temperatura no dia da corrida (para separar em corridas com clima quente ou frio) e, por fim, o histórico de pontos do piloto, afinal, por mais independente que uma corrida seja da outra, não dá para aceitar que as chances de vitória do Bruno Senna sejam as mesmas do Felipe Massa.
A previsão para o campeonato é, pela ordem: Mark Webber, Sebastian Vettel, Jenson Button, Fernando Alonso, Felipe Massa, Robert Kubica, Nico Rosberg, Lewis Hamilton, Michael Schumacher e Adrian Sutil.
Já para o GP da Turquia, a previsão é: Sebastian Vettel, Mark Webber, Jenson Button, Robert Kubica, Nico Rosberg, Felipe Massa, Lewis Hamilton, Vitaly Petrov, Adrian Sutil e Jaime Alguersuari, com abandonos de Alonso e Schumacher, pelo histórico de ambos em pistas de mesma natureza.
Bem, o modelo foi feito por diversão, mas segue um certo rigor metodológico. Quando o fiz para o campeonato brasileiro de 2008 (em 2009 não fiz por pura falta de tempo), acertei os 4 times da libertadores e 3 dos quatro rebaixados com 10 rodadas de antecedência.
Se quiser ler mais sobre isto, fiz um post no http://esportesefinancas.blogspot.com/2010/05/previsao-f1-campeonato-e-gp-turquia.html.