terça-feira, 5 de janeiro de 2010

A volta do alemão

Para alguns é o retorno épico do maior campeão que a Fórmula 1 já teve, outros afirmam que não passa de uma estupidez vinda de um alemão queixudo e sem graça. A Mercedes não quis nem saber das opiniões externas, simplesmente fez a proposta e Michael Schumacher aceitou sem pensar duas vezes.

Shumacher e Brawn

O heptacampeão mundial trilhou o mesmo caminho de muitos ídolos do esporte mundial ao encerrar a carreira e depois anunciar o seu retorno. Com 41 anos ele estará nas pistas novamente, mas dessa vez não será pela Ferrari, onde fez história, e sim pela equipe de seu país, a Mercedes.

A chegada de Schumacher acaba sendo muito ruim para Nico Rosberg, que era o alemão queridinho da escuderia do chefe Ross Brawn. Provavelmente Nico ficará em segundo plano no ano de 2010, podendo ser o mais novo capacho de Michael nas tramóias de pista, tão famosas nos tempos de Ferrari.

Ninguém sabe ao certo o verdadeiro potencial da equipe Mercedes, que virá com a base da campeã Brawn GP. Ainda é cedo para afirmar que o alemão multicampeão brigará por pódios, vitórias ou títulos nestes três anos de contrato. Fora as dificuldades que ele enfrentará após um grande período longe do cockpit de um Fórmula 1.

A volta daquele famoso piloto que jogava o carro em cima dos adversários para vencer está marcada para 14 de março, início da temporada 2010. Que a sujeira tenha ficado na garagem de sua casa, pelo bem do esporte.

Perguntinha venenosa

Schumacher seria capaz de jogar seu carro em cima de uma Ferrari para conquistar o título mundial?

11 comentários:

Ron Groo disse...

Respostinha venenosa:

O Senna não fez isto?

Felipão disse...

uhauhauuhahua

fico com pena do Rosberguinho...

Joel Marcos Cesetti disse...

Já deve ter piloto com pesadelos para 2010.

Paulo Maeda™ disse...

auhauhuahuahuahua

Nicolette se deu mal, mas sou do time q acha q o Schumacher não tem nada mais a acrescentar na F1, tomara q ele saiba usar a sua experiencia, eu não me lembro se ele jah tinha andado na época sem reabastecimento na F1

Helio Herbert disse...

O Queixada vai dar trabalho...

Alysson Prado "Balo" disse...

Ferrari, Mercedes...tudo bem que ele começou na Benneton, mas se acaso ele vença essa temporada só faltaria vencer pela Maserati e Alfa , caso elas ainda existissem, pra virar de vez a página da história de Fangio...embora nos tempos do argentino a raça também contava... e nem tanto os 'acordos' e a parafernália tecnológica dos bólidos da F1...

Anônimo disse...

Acredito que o Schumacher jogaria sua Mercedes em cima até da Mercedes de sua próproa mãe para ganhar um título!! Só não fará isso, porque sua mãe já morreu!!

Schumacher pode ter sido um grande piloto. Não sei se ainda o é... mas, não consigo me "simpatizar" pelo alemão!!

Desde já torço pelo improvável: O Nico Rosberg dando um banho no Schumacher....

abraço,
Renato

Felipão disse...

heuheuehhe

torço por isso também, renato...

Leandro Montianele disse...

Deixa eu mudar a perguntinha venenosa então, Groo.

"Schumacher seria capaz de jogar seu carro por DUAS VEZES em cima de uma Ferrari para conquistar o título mundial e ainda estacionar no meio do principado de Mônaco para Rosberg não marcar a pole?"

Ron Groo disse...

Agora sim, respondendo a perguntinha venenosa.

Seria sim, claro que seria.

Pinheirinho disse...

Schumi diz que reflexos estão em dia. Alemão corre contra o tempo. Com seu tradicional capacete vermelho, Michael Schumacher deu alguams voltas na pista de Jerez.
Pinheirinho é divulgador cultural é maranhense, a partir de Brasília. - E-mail: pinheirinhoma@hotmail.com