terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Saída à Francesa

Após a retirada da Toyota no final do ano passado, todos os olhares se voltaram para a Renault. A equipe, já desgastada com o fraco desempenho e o escândalo de Cingapura, sofria com a crise econômica e perda do principal patrocinador. O presidente da companhia, Carlos Ghosn, fez declarações fortes contra a categoria, para logo depois, vender 75% do time para a Genii Capital, uma empresa sediada em Luxemburgo.

imagem Eric Boullier, assume o posto deixado por Flavio Briatore

Com um novo comando, a reestruturação na  equipe começou com a chegada de Eric Boullier. O engenheiro francês, de 36 anos, chega para dirigir o time, substituindo Bob Bell, que voltará a se dedicar ao projeto completo do carro para esta temporada.

Boullier tem uma carreira curta, com passagem pela DAMS, onde se dedicou a A1GP, GP2, Formulas Le Mans e BMW. Após muito trabalho, foi convidado a dirigir a Gravity Sport Management, organização de Gerard Lopez – um dos homens por trás da Genii Capital - criada para gerenciar carreiras de jovens pilotos, como Adrien Tambay e, do atualmente badalado, Jerome D’Ambrosio.

Falando em pilotos, a Renault já tem Robert Kubica contratado e ainda mantém um segundo posto indefinido. Boullier, recentemente, afirmou que a lista que possuia dez nomes já foi reduzida para cinco e que não contém nenhum piloto francês. Sendo assim, Franck Montagny e Romain Grosjean estariam descartados. Em contrapartida, Takuma Sato e Nick Heidfeld ganham força entre as especulações.

Superado a escolha do segundo piloto, Boullier terá um duro desafio para manter as decisões dos proprietários do time em perfeita harmonia. O projeto não está focado em resultados a curto prazo e a principal meta é construir um carro para vencer o mundial em 2011, mas sem deixar a temporada de 2010 em segundo plano.

11 comentários:

Felipão disse...

Boa Bruno...

Aliás, não se fala mais, em lugar nenhum, do Grosjean...

A F1 agradece... =)

Tamíres disse...

Já começo o ano acompanhando seus posts... O blog tá lindo, e que 2010 seja tão bom de textos quanto o ano passado.
Bjo, bjo.

Marcelonso disse...

Felipão,


Grosjean conseguiu fazer o que parecia impossivel,ser pior que Nelsinho,deu no que deu...
É questão de tempo para a montadora picar a mula como equipe.


abraço

Joel Marcos Cesetti disse...

Grosjean na minha opinião não serve nem para pilotar cortador de grama.

Daniel Médici disse...

Se a equipe se tornou conhecida por fraudar o resultado de uma corrida e seu patrocinador principal era uma seguradora... bom, era óbvio que eles iam perder o patrocínio. Não adianta usar isso como desculpa.

Minha maior expectativa não é saber qual vai ser o segundo piloto da Renault, mas como vão pintar o carro!

Marcos Antônio Filho disse...

realmente a grande incógnita da temporada será a Renault, afinal como eles virão? Será que o Kubica se meteu em uma roubada?

Leandro Montianele disse...

A Renault está numa corda bamba faz tempo. Não sei se conseguirão obter algum sucesso nessa temporada. Acho uma pena o Kubica ter ido para o time francês, será difícil conseguir bons resultados.

Abraço!

Bruno disse...

O Kubica todo ano ouve a mesma coisa - "vamos pensar no ano seguinte" - e lá se vai a carreira dele.
Quanto as cores, os franceses nunca foram bem. Acho que a Total continua neste ano, o que garante o vermelho, que se soma ao amarelo da equipe...já ficou estranho, rs.
Valeu pelos comentários.

kimi_cris disse...

Seria bastante interessante o Kubica e o Heidfeld juntarem-se na nova Renault.

Grande Abraço!

Kimi_Cris

De Gennaro Motors disse...

Ola amigos do Blogsport !

Voltei a ativa com o De Gennaro Motors após um perido de ferias

Para aproveitar o titulo deste post....confira a materia de Paris no De GEnnaro Motors

abraço, Fernando

Teca disse...

Blogsport recomeçou a todo vapor...

Beijos.