sábado, 23 de janeiro de 2010

FIA divulga as regras do Campeonato

Largada para o último Grande Prêmio do Autodromo de Monza

Blogsport-Brasil, Maio de 1950

Depois de muita discussão, a Federação Internacional de Automóveis apresentou o texto final do regulamento técnico e esportivo do primeiro Campeonato de Formula-1, que terá início no próximo dia 13 de Maio.

O Campeão será o piloto com o maior número de pontos, que serão distribuídos aos cinco melhores classificados (8, 6, 4, 3, 2). Além disso, o autor da volta mais rápida será premiado com um ponto de bonificação.

A regra, no entanto, vai considerar apenas os quatro melhores resultados de cada piloto. Popularmente conhecido como sistema de "descartes", o formato pretende dar ao piloto que sofrer algum abandono, a possibilidade de compensar esse mau resultado em uma futura corrida.

Nos casos de classificações partilhadas, os pontos serão divididos equitativamente pelos pilotos em questão, independente de qual perfizera um maior número de voltas em pista.

No que diz respeito ao aspecto técnico, o carro deverá ter motor de 1,5 litro com compressor ou 4,5 litros aspirado, sem limite de peso.

A entidade aproveitou também para confirmar o calendário. Como já era certo, serão sete corridas, com o Grande Prêmio da Grã-Bretanha abrindo a temporada.

A polêmica ficou por conta da inclusão das 500 Milhas de Indianápolis, disputada com regras próprias e por carros diferentes dos que são utilizados na Europa.

5 comentários:

Anônimo disse...

É realmente muito estranho a inclusão das 500 milhas de Indianápolis nesse Campeonato de Formula 1.

Acredito que a causa dessa inclusão tenha sido a intenção de dar um caráter 'mundial' ao novo campeonato, com provas não apenas no continente europeu. E como a '500 milhas' é muito popular e grandiosa (pelo menos nos EUA), foi uma escolha bem "política".
No entanto, a diferença de regras - técnicas e desportivas - não parece justificar essa tese. Será, seguramente, um dos descartes para todos os pilotos que disputarão o campeonato de F1.

Quanto ao sistema pontuação, acho que está bem razoável.
E quanto à formação do grid de largada?


um abraço,
Renato

Bruno disse...

Apenas sete corridas para descartas três resultados? Está longe de premiar o piloto mais regular.

F-1 A.L.C. disse...

as 500 milhas são a corrida do momento, não vai durar muito! e esses americanos acham que porque sairam ilesos da guerra vão ser o bicho da cocada preta daqui a 60 anos? com certeza a F1 voltará a Europa e GP's como este serão curiosidades históricas

atte
o latinoamericano pesimista de sempre

PS: o sistema de descartes não adianta, eu quero um sistema de medalhas...

Leandro Montianele disse...

Não gostei desse sistema de pontuação divulgada pela FIA. Esse negócio de descarte não é legal. Apoio o F-1 ALC, prefiro o sistema e medalhas.

Abraço!

Felipão disse...

hahahahahahahah