quinta-feira, 26 de março de 2009

Brawn... e Wolf

Já não era sem tempo.

Mais um mundial terá início, daqui a algumas horas, em Melbourne.

Ao contrário de alguns anos atrás, há um clima diferente no ar. Um clima quase que "setentista".

E a expectativa de um grande mundial é compartilhada por todos, tendo em vista que todos começam do zero, em virtude das novas regras e padronizações.

Assim, em pé de igualdade, a Brawn GP, com poquíssima quilometragem, inicia sua história na F1, correndo atrás do milagre.

Inclusive, lá se vão 32 anos do último construtor vitorioso em uma prova de estréia. Na oportunidade da realização do Grande Prêmio da Argentina, de 1977, Jody Scheckter venceu, após ter largado da 11ª posição. O time, de propriedade do milionário Walter Wolf, se saiu vitorioso em mais duas ocasiões naquele mesmo ano, no Canadá e na badalada corrida monegasca.

Infelizmente, o time teve vida curta na F1, já que foi vendida para os irmãos Fittipaldi, três anos depois de sua fundação.

Aliás, a Brawn, carismática como a Wolf, ganhou um adversário de peso nos bastidores. Trata-se de Bernie Ecclestone, que, na falta do que fazer, escolheu o time de Brackley para pegar no pé. Como todos sabem, o chefão tentou completar o orçamento do management buyout da equipe, o que foi negado por Brawn e Fry.

Vingativo, Ecclestone, dono dos direitos televisivos da F1, resolveu considerar a Brawn um novo time. Assim, a equipe ficou 22 milhões de euros mais pobre.

Dinheiro que faria falta em qualquer circunstância, ainda mais em tempos de crise mundial.

9 comentários:

De Gennaro Motors disse...

é felipão ! é isso ai ! CRISE rsrs

vamos esperar o GP da Autralia ! rsrs vamos o ver o q vai dar.

Abraços ! Fernando Gennaro

Luís Augusto disse...

Essa temporada vai ser mesmo muito divertida, pelo menos no seu início...

Paulo Maeda™ disse...

Crise que trouxe a Brawn GP á vida na F1.... sei lah, veremos após a corrida de Melbourne, como irá ficar a situação da F1...

Tohmé disse...

Além de vencer na estréia, foi vice-campeã.
E o carro era lindo.

Loucos por F-1 disse...

Felipão, estou mais do que ancioso para o treino classificatório e a corrida. A expectativa é muito grande.

Nem gosto de comentar sobre este idiota chamdo Bernie. O cara deve estar querendo acabar com a Fórmula 1, não é possível.

Abraço!

Leandro Montianele

Marcos Antônio Filho disse...

Não gosto muito da Wolf por causa da sacanagem que fizeram com o Frank, quando eles eram Williams-Wolf. Mas é um carro bonito.

e a Williams? to ansioso pro treino oficial!

Ron Groo disse...

Felipão, não creio em milagres. Algo está por trás destas Brawns que não sabemos.
Vamos aguardar.
E viva Nico!
Go Williams go!

Helio Herbert disse...

O Circo vai pegar fogo...

oliver disse...

To com um pé atrás.

"Estilo" São Tomé.

A Honda sempre teve bons motores.

O carro era uma droga, mas os motores eram bons, sempre foram.

Então, o Braw chega e troca justamente a parte que funcionava - coloca um Mercedes - e o carro, que tinha grandes problemas de chassis, suspensão e o diabo a quatro, vira um foguete.

Sei não.

Aí tem coisa.

Ou é capacidade, ou é sorte, ou ....................