sábado, 25 de outubro de 2008

Eu tambem corri de F-1

Formado em história, Bobby Rahal tinha todas as características de um típico professor do ginásio, já que era careca, bigodudo e usava óculos.

Entretanto, as aparências enganam, pois aquele cara tranquilo, em vez de lecionar, preferiu assumir os riscos da profissão de piloto.

Após perambular, sem muito sucesso, pela Cam-Am, IMSA e Mundial de Marcas, estreou na Fórmula Indy, onde conquistou as 500 Milhas de Indianápolis, três títulos mundiais e constituiu sua própria equipe.

Lembrando que, em 1978, correu duas corridas pela equipe Wolf na F1.

Infelizmente, Rahal não obteve êxito na categoria, nem mesmo em seu retorno, quando ocupou a direção esportiva da equipe Jaguar, uma das mais desorganizadas da história.

Bode expiatório, foi substituído pelo austríaco Niki Lauda.

8 comentários:

Anônimo disse...

Ele fez também uma corrida de F2-Sudan com um Berta ,esse experimentou de tudo.

Na Cart Rahal foi tricampeão e uma mostra de sua capacidade se deve por ter sempre um equipamento novo.

Campeão em 86 com um March-Cosworth ,em 87 com Lola-Judd ambos pela Truesports e em 92 com Lola-Chevrolet e com time proprio que montou no final de 91 com a compra de todo o equipamento da Patrick.

Jonny'O

Felipão disse...

CLAP CLAP CLAP

Fantástico, Jonny'O...

Bela lembrança...

Marcos Antônio Filho disse...

Rahal foi um pilotaço,pena que não deu certo na F1.Seu filho Graham bem que poderia tentar a sorte,pois particularmente,acho ele melhor que o Marco Andretti,que volte e meia rola boatos com seu nome pra ir pra GP2

Daniel Médici disse...

Pois é... alinhou duas vezes em vigésimo, chegou ao fim uma vez em décimo-segundo e não impressionou ninguém.

Ao menos fez sua carreira numa das equipes mais divertidas da F1!

Luís Augusto disse...

Lembro do Rahal na Indy, contemporâneo do Fittipaldi. Acho que a Indy tinha um nível de pilotos mais alto naquela época.

Felipão disse...

Marcos: Também tenho essa impressão quanto ao Graham.

Daniel: Grande Daniel. Aliás, sempre que lanço esse tipo de post, fico esperando pelos comentários, que sempre são complementos fantásticos.

Luís: Com certeza, Luís. Naquele período tínhamos Mears, Andrettis, Unsers... Só monstros...

Teca disse...

Mais curiosidades pra teca aprender...

Valeu, Felipão e demais comentários (que a meu ver, têm acrescentado muito por aqui!)

Beijos.

Paulo Maeda™ disse...

Q o Rahal tinha cara de professor, tudo bem. Mas eu não sabia q ele era Professor de Verdade....kkkk

Muito bem Felipão, ótima história esta.

obs: vlw pelo elogio ao meu template, ainda estou procurando o template perfeito..